Pequeno ISP, Grandes Ambições: O investimento para levar a banda larga à Amazon

A região amazônica é a mais carente do Brasil em termos de conectividade, seja pela dificuldade de implantação de tecnologia no terreno remoto da selva, seja por questões econômicas e comerciais.

Mas esses desafios e a falta de interesse das grandes operadoras em atender as áreas menos populosas da região são os impulsionadores Rede Velosouma pequena empresa de comunicação fundada em 2018, tem como objetivo conectar-se a algumas das partes mais isoladas da floresta tropical.

Após negociação com nokia Por algum tempo, as conversas acabaram emperradas e Veloso acabou fechando contrato com Huawei Para equipamentos de rádio e antena. Essa parceria começou em 2021, disse Junior Veloso, fundador da Veloso Net, ao BNamericas.

“Eles acabaram oferecendo soluções mais baratas e práticas e reduzindo o tempo de entrega”, disse Veloso, que não deu detalhes sobre o custo do equipamento.

A Veloso Net é uma pequena provedora de internet estabelecida na cidade de Tefé no estado do Amazonas.

As dispersões ocorrem principalmente nas margens do adjacente rio Solimões, nome local dado ao curso superior do rio Amazonas desde sua confluência com o rio Negro perto de Manaus até a fronteira peruana. A Veloso Net já alcançou 90% de cobertura de site em 1.700 km do rio.

Até o final de 2023, o plano prevê atingir mais 12 municípios e 18 ribeirinhos. “Temos uma perspectiva muito boa de crescimento e investimento. Nosso objetivo final é atender a todos os 62 municípios do interior do Amazonas”, disse, sem detalhar os gastos que podem ocorrer.

Mais de 20 sites já foram entregues pela Huawei, cada um com um raio médio de cobertura de 20 quilômetros, segundo o CEO.

READ  Urban Air Mobility anuncia seu IPO por meio da fusão da Zanite SPAC

Eles estão instalados em torres com cerca de seis metros de altura, construídas pela mesma empresa Veloso Net. Em algumas localidades bem pequenas, em troca de terrenos que os moradores cederam para as torres, Veloso deixa o sinal de internet aberto de graça.

Nas grandes cidades, a infraestrutura também atende provedores de internet e até grandes operadoras no atacado. Em oito cidades, a maior operadora móvel do Brasil, telefonica, Utiliza a infraestrutura da Veloso Net, segundo o CEO.

A rede Veloso já chegou a Tabatinga, cidade no extremo oeste do estado do Amazonas, na fronteira trinacional com a Colômbia e o Peru. Lá, o foco principal da empresa é atender outros prestadores de serviço.

A distância de Tabatinga à cidade natal de Veloso, Tevi, é de cerca de 600 km em linha reta, mas mais próxima de 1.000 km através do rio.

Fibras, backbone e espectro

Para conectar as antenas, Veloso usa fibra adquirida de outra empresa chinesa, a FiberHome. Os cabos são executados ao longo das linhas de transmissão de energia ao longo do rio Solimões, e a Veloso paga a concessionária de energia local diretamente para usar as linhas, disse o CEO.

Perguntado sobre a infraestrutura que você fornece Norte Conectadoprojeto promovido pelo governo por meio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa do Brasil RNPAs trilhas iniciais do backbone ainda não estão totalmente disponíveis e não convergem completamente com as próprias rotas de Veloso, disse Veloso. Ele acrescentou que a empresa não pretende usar a infraestrutura de fibra óptica.

O espectro usado para transmitir os sinais funciona com equipamentos sem fio da Huawei em 1,8 GHz e 2,6 GHz, obtidos por Veloso dentro do regulador. Anatel k uso secundário do espectro.

READ  Acordos energéticos com Brasil, Japão e Jordânia foram assinados pelo Conselho de Ministros Saudita

“O processo de obtenção da licença foi relativamente simples. Levamos menos de 90 dias para obter a aprovação regulatória”, disse Veloso.

Nesse formato, a titularidade da licença do espectro é temporária, com duração média de cerca de cinco anos, enquanto a frequência estiver ociosa e disponível. Se a venda ocorrer em leilão, por exemplo, a licença expira.

Todas as frequências da região estão disponíveis aqui. Ninguém, nem uma operadora, comprou esse espectro em leilões recentes.

Segundo Veloso, os rádios disponibilizados pela Huawei são multibanda e estão habilitados para os padrões 4G e 5G, embora este último esteja no formato não autônomo (NSA).

No entanto, um dos desafios é ter dispositivos acessíveis para os moradores da região se conectarem à rede 5G. Por esse motivo, Veloso disse que a Huawei está trabalhando em modems habilitados para 5G mais baratos, custando apenas US$ 80, e inicialmente sendo desenvolvidos para Presanit.

O CEO está otimista com o negócio. “Ainda não aconteceu muita coisa. Mas estamos muito confiantes nesse projeto”, disse.

Fonte da imagem: Velosonet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *