Efeitos das interrupções da cadeia de suprimentos global no Brasil

De acordo com especialistas, as interrupções na cadeia de suprimentos global devido ao COVID-19 e a guerra da Rússia na Ucrânia estão gerando fortes pressões inflacionárias, bem como oportunidades de emprego para o Brasil e o restante da América Latina.

“Hoje, todos os setores estão passando por disrupções em suas cadeias de suprimentos, obrigando as empresas a buscarem soluções localmente. setores de saneamento, Carla Bertoko, sócia da gestora de recursos brasileira Mauá Capital, disse à BNamericas durante o Brazil Investment Forum, realizado de 14 a 15 de junho.

“Esse cenário estava fora de questão há alguns anos, pois as empresas só pensavam em comprar mercadorias diretamente da Ásia”, acrescentou Bertoko, ex-presidente da SASBSP Saneamento no estado de São Paulo.

No entanto, criar cadeias de suprimentos locais não será uma tarefa fácil para alguns setores.

“A demanda por semicondutores aumentou muito em todo o mundo, causando muitos gargalos. O desenvolvimento da indústria de semicondutores no Brasil só será viável através de políticas industriais e mudanças regulatórias”, disse Igor Calvet, presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial ( ABDI), disse à BNamericas no mesmo evento. “Não vejo uma solução de curto prazo para desenvolvermos uma cadeia de fornecedores domésticos de semicondutores.”

O problema da cadeia de suprimentos global também está no radar dos principais formuladores de políticas.

“Acho que a economia global vai piorar, porque as pressões inflacionárias tendem a ser persistentes e me parece que uma recessão global é o cenário mais provável. A América Latina tem a chance de se apresentar mais ao mundo. [supply] “Cordas nesta nova era”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, no fórum.

READ  Primeiro debate presidencial do Brasil: Silêncio sobre as ameaças de golpe de Bolsonaro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.