Tempos difíceis virão para empresas e investidores brasileiros | Ideias

O Brasil tem sido o maior receptor de investimento estrangeiro direto na América Latina há algum tempo devido ao seu tamanho (a sétima maior economia e a segunda maior população do Hemisfério Ocidental), à sua riqueza de recursos naturais e à relativa estabilidade política. A maioria dos investimentos no Brasil proporciona aos investidores um retorno atraente, mas outros não. O Brasil pode apresentar desafios para os investidores, especialmente aqueles que não estão familiarizados com os desafios do “custo brasil” (ou seja, o alto custo de fazer negócios no Brasil) ou com o seu ambiente de negócios único. O músico e compositor brasileiro Tom Jobim disse uma vez: “O Brasil não é para iniciantes” e isso é especialmente verdadeiro nos negócios. Frequentemente recebemos ligações de investidores estrangeiros que enfrentam desafios para administrar um investimento de baixo desempenho no Brasil e não entendem o que pode ser feito para resolver o problema.

Existem diversas opções para avaliar quando isso ocorre. Dependendo da situação, poderá ser possível melhorar a rentabilidade através de processos de reestruturação extrajudicial. Em situações mais difíceis, uma empresa pode necessitar de prosseguir um processo de reestruturação em tribunal. O Brasil tem opções de reestruturação judicial focadas em devolver a lucratividade à empresa, o que se assemelha muito ao processo do Capítulo 11, ao estilo americano.

No entanto, em situações mais difíceis, o investidor pode simplesmente concentrar-se em compreender a melhor forma de sair do investimento. Ao longo dos anos, trabalhamos com empresas, investidores de capital, credores e outras partes interessadas dos EUA, Europa e Ásia para ajudá-los a avaliar a melhor forma de encerrar operações de investimento de baixo desempenho no Brasil. Muitas vezes, esses projetos são iniciados quando uma venda não foi bem-sucedida e o investidor está interessado em encontrar um ótimo caminho a seguir.

Opções de vento

Simplesmente abandonar o investimento no Brasil não é uma opção realista, dadas as responsabilidades potenciais que podem recair sobre o investidor ou sobre os diretores e diretores da controladora. Normalmente, os investidores consideram duas opções: um processo extrajudicial e um processo judicial.

O Brasil tem dois principais procedimentos judiciais de reestruturação/insolvência: um que tem como foco devolver a empresa à lucratividade e é chamado de “reorganização judicial” e outro que tem como foco o encerramento das atividades empresariais da empresa, quando a empresa não é mais economicamente viável , e é chamada de “valência” (liquidação).Embora existam algumas diferenças importantes, uma recuperação judicial é semelhante ao processo do Capítulo 11, enquanto a insolvência é semelhante ao processo do Capítulo 7.

Para efeitos deste artigo, focar-nos-emos apenas no processo de “falência”, onde todos os activos de uma empresa são reunidos e vendidos para liquidar créditos de credores. Este procedimento pode ser benéfico porque permite às empresas encerrar as operações de forma ordenada, legalmente protegida e supervisionada por um juiz e administrador judicial. No entanto, o processo de venda de activos pode demorar muito tempo (embora alterações recentes ao Código de Falências tenham definido o processo de venda de activos em seis meses). Mais importante ainda, retira o controlo dos accionistas e atribui-o a um gestor judicial nomeado pelo tribunal. O diretor judicial é responsável por representar a empresa liquidada, gerir o processo de liquidação do seu património e regularizar os seus créditos. Em alguns casos, a propriedade existente poderá necessitar de injetar fundos adicionais para completar o processo de Valência.

O processo de liquidação extrajudicial no Brasil é frequentemente preferido porque permite ao investidor permanecer no controle e negociar diretamente com os credores. O investidor pode avaliar opções e propor uma combinação de ações estratégicas que lhe permitam minimizar os custos de saída, prosseguindo o ciclo regular de vendas de ativos, gerindo custos de indemnização, liquidando obrigações fiscais, protegendo relações globais com fornecedores e evitando os custos administrativos de Valência. O processo (de liquidação) (incluindo os honorários do diretor judicial).

O que considerar

Ao considerar encerrar um investimento no Brasil, há vários tópicos a serem considerados:

  • exaustão: A rescisão de relacionamentos com funcionários pode ser demorada e desafiadora, pois os custos de indenização muitas vezes excedem as expectativas devido a leis trabalhistas complexas que historicamente favoreceram os funcionários (com tribunais dedicados para reclamações trabalhistas) e sindicatos fortes cobrindo cerca de 10% da força de trabalho, apesar de (embora tenha diminuído significativamente de mais de 15% em 2012).
  • Impostos: O sistema tributário do Brasil é consistentemente classificado como um dos menos favoráveis ​​aos negócios do mundo devido às suas altas alíquotas e legislação complexa; A maioria das empresas tem extensas obrigações fiscais em seus livros que devem ser resolvidas antes que a liquidação possa ser concluída.
  • Governo: Os governos locais, estaduais e federais atuam ativamente na regulamentação e no incentivo às empresas para que expandam suas operações e sigam as políticas estabelecidas; Ao sair de um investimento, alguns incentivos podem ser cancelados e surgirem passivos.
  • Transferência de responsabilidade: Obrigações específicas (emprego, impostos, dívidas garantidas, etc.), se não liquidadas antes da saída, poderão passar para conselheiros e diretores, acionistas ou entidades relacionadas. Portanto, a exposição total deve ser compreendida e calculada.
  • Protegendo as relações globais: As relações globais com fornecedores, clientes, credores e outros poderão ser perturbadas pela redução das operações no Brasil se não houver um planeamento e coordenação criteriosos.
  • comunicação: Manter a confidencialidade de partes essenciais de um plano de liquidação pode ser difícil, dadas as relações tipicamente estreitas entre funcionários, consultores e outros profissionais; Muitas vezes vemos que os rumores podem afetar rápida e negativamente o processo de liquidação.

Cada um desses desafios deve ser compreendido e planejado como parte da devida diligência prévia para avaliar as opções de rescisão.
Como ser eficaz

Nossa experiência trabalhando com investidores que buscam sair de investimentos de baixo desempenho no Brasil nos ensinou que o processo é mais eficaz quando seguimos as seguintes etapas gerais:

  • Estabelecer um Escritório de Gerenciamento de Projetos (PMO) para planejar e implementar atividades de liquidação, fornecendo relatórios regulares de status para acompanhar o progresso.
  • Estabeleça áreas de foco funcionais para abordar áreas de preocupação (por exemplo, negócios, impostos, etc.), com uma equipe de PME e responsabilidades claras para cada uma.
  • Realizar due diligence aprofundada para compreender adequadamente todo o escopo dos passivos (circulantes e contingentes), bem como o valor de mercado dos ativos (tangíveis e intangíveis), com foco no impacto esperado em dinheiro.
  • Incluir apoio externo de PME selecionadas, como consultores jurídicos para questões empresariais e fiscais, consultores imobiliários, etc.
  • Prepare recomendações com um plano de saída robusto e flexível que inclua custos estimados, cronograma e complexidade de implementação.
  • Manter a confidencialidade do processo através de um site de comunicação controlado e regras consistentes; Você também tem um plano de vazamento robusto para identificar, responder e gerenciar possíveis vazamentos.

Conclusão

Os investidores estrangeiros que desejam sair dos investimentos no Brasil podem tomar medidas para fazê-lo de maneira eficiente e econômica, compreendendo e enfrentando os desafios únicos que existem. Trabalhar em estreita colaboração com consultores para minimizar responsabilidades e maximizar recuperações, ao mesmo tempo que mitiga o impacto de repercussões sobre outras operações, pode permitir que as partes interessadas reiniciem e saiam eficazmente das operações com baixo desempenho.

agradecimento especial por Brad Hunter E Chris Sanchez Por suas contribuições atenciosas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *