O WhatsApp agora permite que os usuários enviem e recebam dinheiro no Brasil

Os pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil novamente, de acordo com Reuters. O serviço de bate-papo do Facebook relançou o recurso quase um ano depois A transmissão ao vivo começou no país. O Brasil serviu de ponto de partida para os pagamentos móveis do WhatsApp – ele foi lançado na Índia alguns meses depois – mas seu banco central forçou o serviço a Suspensão O recurso foi lançado logo após seu lançamento. A autoridade bancária deu apenas WhatsApp Concordar em facilitar Visa – ou pagamentos peer-to-peer apoiados pela Mastercard em março, após considerar se cumpre todas as regras sobre ‘concorrência, eficiência e privacidade de dados’.

De acordo com um relatório anterior Reuters No relatório, o WhatsApp tentou evitar a designação como uma empresa de serviços financeiros, contando com licenças bancárias existentes para Visa e Mastercard. Os processadores de pagamento foram instruídos a suspender as atividades de transferência de dinheiro por meio do WhatsApp, no entanto, e tiveram que obter novas licenças. Quanto ao serviço de chat, a empresa-mãe teve que criar uma nova unidade denominada Facebook Pagamentos do Brasil que passou a ser regulada pelo Banco Central.

Embora o recurso tenha sido relançado no Brasil, ele não estará disponível para todos desde o início. Apenas um número limitado de usuários terá acesso a ele inicialmente e poderá convidar outras pessoas para usar o recurso. Os usuários só poderão enviar gratuitamente até 5.000 BRL ($ 918) por mês entre si. Além disso, uma única transação tem um limite de R $ 1000 (184 USD), e os usuários não podem processar mais de 20 transferências por dia.

O WhatsApp só pode lidar com conversões ponto a ponto por enquanto, mas originalmente introduziu o recurso para ajudar pequenos comerciantes. Empresas locais no Brasil e na Índia usam o aplicativo de bate-papo como sua principal presença online, e o recurso de checkout deveria ajudá-las a aceitar facilmente pagamentos digitais. O Facebook ainda está em negociações com o banco central sobre pagamentos de comerciantes, e a empresa espera lançar o recurso ainda este ano.

READ  Quem está disposto a se comunicar com Asuka?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *