O futebol feminino canadense busca a terceira medalha olímpica consecutiva nos Jogos de Tóquio

A seleção canadense de futebol feminino pode ganhar suas medalhas em três Olimpíadas consecutivas? Eles podem mudar a cor da medalha desta vez?

Estas são apenas algumas das questões mais relevantes antes do torneio de futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio, que começará na próxima semana.

Liderado pela famosa capitã Christine Sinclair, o Canadá está ganhando medalhas de bronze consecutivas e um terceiro lugar consecutivo seria uma conquista sem precedentes. Mas o novo técnico, Bev Priestman, está ainda mais ambicioso.

“Uma equipe como o Canadá tem que estar no pódio”, disse Priestman. “Acho que precisamos mudar a cor da medalha. … para seguir em frente, temos que almejar ainda mais alto.”

Aqui está o que você precisa saber sobre o torneio de futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio.

Como funciona o torneio?

O campo de 12 países é dividido em três grupos, e a primeira rodada vai de 21 a 27 de julho.

Encontre streaming ao vivo, vídeos obrigatórios, notícias de última hora e muito mais em um pacote perfeito para as Olimpíadas. Seguir o Team Canada nunca foi tão fácil ou tão emocionante.

Mais de Tóquio 2020

Os três grupos são:

  • Grupo E: Japão, Canadá, Chile e Grã-Bretanha.
  • Sexto grupo: China, Brasil, Holanda e Zâmbia.
  • Grupo G: Suécia, EUA, Austrália e Nova Zelândia.

As duas primeiras equipes de cada grupo, bem como as duas melhores terceiras colocadas no geral, avançam para as quartas de final, que começa em 30 de julho. A partir daí, é um formato de eliminação única até a disputa pela medalha de bronze (5 de agosto). ) e a final (6 de agosto).

Como é a lista do Canadá?

Aqui está o elenco de 22 jogadores do técnico Bev Priestman. Apenas 18 jogadores podem usar suas roupas.

goleiros: Stephanie Labé, Kaelen Sheridan e Erin McLeod.

Defensores: Kadisha Buchanan, Vanessa Gill, Shelena Zadorsky, Alisha Chapman, Ashley Lawrence, Jade Riviere e Gabriel Carle.

READ  Crypto.com lança transferências bancárias em BRL e português do Brasil

Meio-campistas: Jesse Fleming, Julia Grosso, Quinn, Desiree Scott e Sophie Schmidt.

Atacantes: Janine Becky, Adriana Lyon, Nichelle Prince, Dean Rose, Kristen Sinclair, Evelyn Fiennes e Jordyn Hetima.

O capitão Sinclair (299 internacionalizações) é o membro mais experiente da equipe olímpica canadense e um dos cinco jogadores que fizeram mais de 100 internacionalizações. Os outros são Schmidt (205), Scott (162), MacLeod (116) e Buchanan (103).

Na outra ponta do espectro estão Viena (sete), Gilles (oito), Sheridans (10) e Riviers (21).

No total, 12 jogadores dessa equipe canadense fizeram parte da equipe que conquistou medalhas de bronze consecutivas em 2012 e 2016, e há 15 jogadores voltando da seleção para a Copa do Mundo FIFA 2019.

A ausência mais notável da seleção canadense é a veterana meia Diana Matheson que, aos 37 anos, anunciou recentemente sua aposentadoria devido a problemas com lesões nos últimos anos. Ela teve 206 internacionalizações e foi um membro importante da equipe canadense que conquistou medalhas de bronze consecutivas. Matheson também marcou o gol da vitória contra a França na partida pelo terceiro lugar nas Olimpíadas de 2012, em Londres.

Assistir | O desempenho épico de Kristen Sinclair nos Jogos Olímpicos de 2012:

As atuações de Sinclair e do restante da equipe canadense ajudaram a acender a paixão pelo futebol feminino no Canadá. A equipe conquistou a medalha de bronze após uma dura derrota para o rival, os Estados Unidos. Um feito que nenhuma equipe canadense alcançou nos Jogos Olímpicos de Verão desde 1936. 1:32

Quão difícil é o grupo do Canadá?

Atualmente em oitavo lugar no ranking mundial da FIFA, o Canadá começa a jogar nos Jogos de Tóquio em 21 de julho contra o Japão em 10º lugar e joga em 37º no Chile em 24 de julho. Ambas as partidas serão disputadas em Sapporo.

Em seguida, a equipe do Canadá enfrenta a Grã-Bretanha em 27 de julho em Kashima. A FIFA não classifica a Grã-Bretanha, mas sua equipe consistirá principalmente de jogadores da 6ª posição na Inglaterra, bem como jogadores da 23ª Escócia, 34ª do País de Gales e 48ª da Irlanda do Norte.

READ  Melman reina em uma luta de 194 minutos

O jogo de estreia é difícil para a equipa do Priestman, pois vai contra os anfitriões. O Japão estabeleceu um recorde histórico de 7-4-3 contra os canadenses, incluindo uma vitória por 2-1 na fase de grupos dos Jogos de Londres 2012, rumo à medalha de prata. Além disso, o Japão venceu por 4 a 0 em 6 de outubro de 2019 em sua reunião anterior, tornando o Canadá sua maior derrota em sete anos.

Dois anos depois de participar da Copa do Mundo Feminina pela primeira vez, o Chile participará pela primeira vez dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A sul-americana é comandada por Christian Endler, considerado um dos melhores goleiros do mundo. O Chile venceu o Canadá por 1 a 0 no Torneio Internacional de Futebol Feminino 2013, único encontro anterior entre os dois países. Mas isso foi há muito tempo, e é amplamente esperado que o Canadá acabe facilmente com os chilenos.

A final da primeira fase, contra a Grã-Bretanha, provavelmente decidirá onde o Canadá terminará no Grupo E e determinará seu caminho para o pódio. A seleção da Grã-Bretanha é composta principalmente por jogadores ingleses e será treinada pelo técnico interino da Inglaterra, Hugh Rise.

A Inglaterra derrotou o país anfitrião, Canadá, nas quartas-de-final da Copa do Mundo Feminina de 2015 e chegou às semifinais do torneio de 2019, mas as Lionesses desistiram nos últimos dois anos, com apenas duas vitórias em seus últimos seis jogos. A seqüência é ininterrupta entre Canadá e Inglaterra, com os dois conquistando sete vitórias em 14 partidas, desde seu primeiro confronto na Copa do Mundo Feminina da FIFA de 1995, na Suécia.

Quem são os favoritos do torneio?

Os Estados Unidos são o time nº 1 do mundo, e com a Alemanha e a França (2 e 3 lugares, respectivamente) não conseguindo se classificar para as Olimpíadas, os americanos devem ser considerados os favoritos. Os Estados Unidos também buscam se tornar o primeiro time da história a ganhar uma Copa do Mundo e medalhas de ouro olímpicas consecutivas.

READ  Transmissão ao vivo gratuita de USWNT vs Portugal (6/10/21): Como assistir ao futebol, horário e canal

Mas, embora os bicampeões da Copa do Mundo estejam atualmente 44 jogos sem derrotas em jogos internacionais, eles têm um ponto a provar em Tóquio, depois que a Suécia os derrotou nas quartas de final dos Jogos Rio 2016 e não o fez. Ganhe uma medalha. Os Estados Unidos estão no mesmo grupo da Suécia desta vez e não se esqueceram do que aconteceu há cinco anos.

Na quarta posição, a Holanda fez grandes avanços na última década, tendo se classificado para a Copa do Mundo pela primeira vez no torneio de 2015 no Canadá. Em seguida, venceram o Campeonato Europeu dois anos depois e terminaram em segundo lugar na Copa do Mundo de 2019 na França. Agora eles estão prontos para comemorar sua estreia olímpica fazendo uma profunda turnê em Tóquio.

Tanto a Suécia (n ° 5) quanto o Brasil (n ° 7) têm times repletos de jogadores que atuam em alguns dos maiores clubes da Europa e na Liga Nacional de Futebol Feminino (NWSL). Os dois países estão ansiosos para finalmente conquistar a medalha de ouro – principalmente os suecos que se estabeleceram pela prata há cinco anos no Rio.

Quem são alguns dos melhores jogadores para assistir?

A zagueira inglesa Lucy Bronze é a Melhor Jogadora do Ano da FIFA e saiu de uma emocionante temporada de clubes, durante a qual ajudou o Manchester City a terminar em segundo lugar na Premier League Feminina e chegar aos quartos-de-final da UEFA Women’s Champions League.

Lucy Bronze, do Manchester City, aparece durante a partida contra Laura Vetterlein, do West Ham United, em 9 de maio. Ela é uma das jogadoras imperdíveis em Tóquio. (Fotos de trabalho via Reuters)

A brasileira Marta Vieira da Silva, que passa apenas por Marta, é uma verdadeira lenda do jogo. Ela foi eleita Melhor Jogadora do Ano da FIFA seis vezes e marcou mais de 100 gols pelo seu país. Mas ela nunca ganhou um ouro olímpico e, aos 35 anos, esta pode ser sua última chance.

A atacante holandesa Vivian Miedema é uma máquina de fazer gols. A estrela de 24 anos do Arsenal é a melhor pontuadora de todos os tempos do seu país, com 73 golos em 96 jogos, e ela não tem piedade.

Rose Lavelle é uma excelente meio-campista de duas mãos que pode puxar a criatividade para os Estados Unidos, enquanto seu companheiro de equipe e atacante veterano Alex Morgan é um artilheiro sério que vai liderar a linha ofensiva dos americanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *