Neve rara cobre cidades em todo o Brasil | notícias inteligentes

Vários vídeos e fotos postados nas redes sociais mostraram áreas cobertas com até uma polegada de neve e árvores cobertas por gelo espesso. Na foto: São Joaquim, Brasil

Assistente de imprensa Mycchel Legnaghi

Uma onda de frio cobriu o sul do Brasil com neve e chuva congelante, o que é raro em um país geralmente temperado. O ar congelante vindo da região da Antártica para o norte causou um padrão climático incomum que afetou pelo menos 43 cidades em 28 e 29 de julho, informou Dharna Noor para Gizmodo. A última vez que uma tempestade de neve atingiu o Brasil foi em 1957, quando um total de 4,3 pés de neve se acumulou no estado de Santa Catarina, Sudeksha Kochi relata para EUA hoje.

Muitos brasileiros têm usado as redes sociais para compartilhar fotos de neve empilhada ao longo das ruas do Brasil e árvores cobertas por gelo espesso. Vários vídeos e fotos mostraram áreas cobertas de poeira de até uma polegada de neve, relata Maura Kelly AccuWeather. Para alguns, a neve é ​​a primeira vez que experimentam o fenômeno do inverno.

Em declarações à TV Globo, o caminhoneiro local Eudor Gonçalves Márquez, via Reuters.

O inverno se instala no hemisfério sul durante os meses de junho, julho e agosto. Embora tempestades de neve e temperaturas congelantes não sejam incomuns no Brasil, elas ocorrem ocasionalmente durante os meses de inverno, relata Ella Glover para independente. As temperaturas normais no Brasil nesta época do ano variam de 47 a 50 graus Fahrenheit. Algumas cidades como Bagé e Santa Maria variaram de 30 a 32 graus Fahrenheit, com temperaturas mais baixas atingindo Caxias do Sul em uma média de 27 graus Fahrenheit, AccuWeather.

Baixas temperaturas e neve também ameaçaram a agricultura no Brasil com geadas, à medida que o ar frio se move para o norte. Os relatórios sugerem que as potentes safras mundiais de cana-de-açúcar, café e cítricos estão em risco, e os preços internacionais do café e do açúcar já dispararam. de dentroRachel Husey.

“À medida que a massa de ar polar se fortalece, fica mais fria na maioria das áreas de produção agrícola do centro-sul do Brasil”, diz Marco Antonio dos Santos, meteorologista agrícola do Clima Rural. Reuters ‘ Anna Manu. “Com isso, as chances de geadas nas regiões do café, da cana-de-açúcar e da laranja aumentaram muito.”

De acordo com a Reuters, o cinturão açucareiro de São Paulo informou que as geadas afetaram de 15 a 30 por cento de suas safras de cana-de-açúcar, o que pode levar a uma colheita menor, de acordo com a Confederação Agropecuária Brasileira. FAPESP.

Estimativas do governo brasileiro dizem que a geada afetou de 370.000 a 490.000 acres no total, ou cerca de 7% das safras de café arábica do país, relata a Reuters. Em 30 de julho, os residentes se prepararam para o dia mais frio do ano, com ventos de 79 mph. de dentro relatórios.

“Valeu a pena. Na verdade, você quase não sente frio por causa de como a neve é ​​emocionante. É legal, é legal!” Joselaine da Silva Marques, local de Cambará do Sul, diz à TV Globo, via Reuters.

READ  As 10 empresas mais inovadoras da América Latina para 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *