Ativos do Brasil afundam em meio a temores de que programa de ajuda possa prejudicar regras financeiras | Notícias de negócios e economia

O novo programa social voltado para ajudar os mais pobres dos pobres no Brasil vai oferecer ajuda de até US $ 72 por pessoa, segundo pessoas a par do assunto.

por E Bloomberg

Os ativos brasileiros despencaram na terça-feira, levando a prejuízos em todo o mundo, devido a relatórios de que o governo violaria a regra de gasto máximo do país para financiar um novo programa social, prejudicando a posição financeira da maior economia da América Latina.

Um novo programa de ajuda aos mais pobres, chamado Auxilio Brasil, vai oferecer ajuda de até 400 reais (US $ 72) por pessoa, segundo pessoas a par do assunto. Uma pessoa, que pediu para não ser identificada porque as discussões são privadas, disse que esse valor é superior ao que a equipe econômica disse ser possível, o que significa que cerca de 30 bilhões de reais de novos gastos vão ultrapassar a regra de gasto máximo no Brasil este ano .

O real caiu 0,8%, único perdedor entre as principais moedas, enquanto o Ibovespa caiu 2,5% e as taxas de swap subiram.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vem tentando evitar gastos fora da base financeira, propondo manter o valor pago em, no máximo, 300 reais. Mas com o presidente Jair Bolsonaro pressionando por mais dinheiro, o acordo foi quebrar o limite de gastos apenas temporariamente, enquanto o governo encontra uma fonte permanente de financiamento para o Auxilio Brasil, e apenas parte dos gastos é excluída do limite, disseram as pessoas.

“O governo realmente não tem espaço” para ir em frente com os gastos adicionais, disse Delphine Arighi, chefe de dívida de mercados emergentes da GuardCap Asset Management, em Londres. “O custo de uma moeda muito mais fraca e taxas de juros muito mais altas certamente compensaria o pequeno alívio de curto prazo que teria proporcionado à população.”

READ  Legado assoma no Rio 2016 e Tóquio 2020 - MIR

A revista Veja disse que Bolsonaro deve anunciar oficialmente seu novo programa social carro-chefe esta tarde. O programa social reformulado pode ser uma vantagem política para o presidente, que viu sua popularidade despencar para níveis recordes e está pronto para a reeleição em 2022.

O declínio financeiro descontrolado foi citado como um dos maiores riscos que o Brasil enfrenta em pesquisas anteriores do Bank of America Corp com gestores de fundos na América Latina. Os investidores veem a regra do teto de gastos, em vigor desde 2017, como um dos principais pilares da política fiscal, evitando que as finanças do governo sejam distorcidas por restringir o crescimento dos gastos em relação à inflação do ano anterior.

O Ministério da Economia não quis comentar.

O governo está correndo contra o tempo para decidir como financiar a nova assistência social, já que os pagamentos de emergência distribuídos durante a pandemia expiram neste mês. O plano original do Ministério da Economia era substituí-lo pelo Auxilio Brasil, pagando o mesmo valor a cada trabalhador. Mas isso ainda depende da aprovação de dois projetos de lei no Congresso, um que estabeleceria limites anuais para pagamentos de ordens judiciais, conhecidos como precatórios, e abriria espaço no orçamento para mais gastos sociais, e reforma do imposto de renda, o que proporcionaria longo -financiamento de prazo para uma solução mais estrutural.

Os atrasos aumentaram o temor entre os políticos de que os mais pobres sejam deixados sem ajuda, especialmente com a inflação anual subindo para mais de 10% e impactando os preços dos combustíveis e alimentos. Na segunda-feira, o presidente da Câmara, Arthur Lyra, minimizou a importância de cumprir as regras financeiras, dizendo à mídia local que era difícil justificar a quebra de um limite de pagamento ordenado pelo tribunal em vez de um programa social.

READ  O Brasil teve a pior resposta à pandemia: um estudo

O jornal O Estado de S.Paulo noticiou anteriormente sobre o aumento da ajuda, acrescentando que o governo Bolsonaro revisará sua meta fiscal para 2022 a fim de abrir espaço para mais gastos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *