Banco Central renova preocupações sobre as perspectivas financeiras do Brasil

Na terça-feira, o Conselho de Política Monetária do Banco Central do Brasil divulgou relatório minutos Na sua última reunião, volta a descrever um cenário de “abrandamento gradual do crescimento económico” apesar da resiliência do consumo das famílias, reafirmando assim a sua intenção de manter a flexibilização monetária que iniciou em Agosto do ano passado.

Desde Agosto, o comité baixou a taxa de juro do país em meio ponto percentual de cada vez, de 13,75 para 11,25 por cento. Outros cortes do mesmo tamanho são esperados em reuniões futuras.

A Comissão reiterou também o tom mais franco e duro da ata anterior quando se refere à forma como o governo conduz a política fiscal, notando a “falta de compromisso com as reformas estruturais e a disciplina fiscal” e reiterando que “o aumento das concessões de crédito atribuídas e as dúvidas sobre a estabilidade da a dívida pública tem potencial para aumentar o preço de… Juros neutros para a economia.

A taxa de juro neutra, também conhecida como taxa de juro de equilíbrio de longo prazo ou taxa natural, é o ponto em que a política monetária não é nem contraccionista nem expansionista e a inflação é estável.

Embora o banco central espere que a taxa de juro seja cerca de 4,5 por cento superior à inflação, a expectativa média do mercado é de 5 por cento, o que significa que a maioria dos analistas espera que a taxa de juro atinja os 9 por cento no final de 2024 – indica o último relatório. relatório de foco, Uma pesquisa semanal das empresas de investimento mais bem avaliadas, divulgada hoje.

De acordo com o quadro fiscal aprovado no ano passado, o governo deve ter como objetivo alcançar um orçamento sem défices (com uma tolerância de um quarto de ponto percentual) para 2024, o que os economistas e as autoridades financeiras consideram quase impossível.

READ  Krispy Kreme garante joint venture para entrar no Brasil

De acordo com cálculos do Tribunal de Contas da União, o órgão fiscalizador dos gastos públicos, o Brasil poderá registar um défice primário de 55 mil milhões de reais (11 mil milhões de dólares) este ano, em vez de atingir a meta de défice zero.

Além disso, a principal preocupação do banco central são os potenciais aumentos de preços devido ao sector dos serviços – o MPC acredita que o dinamismo do mercado de trabalho e a expansão dos rendimentos reais podem levar à inflação no sector dos serviços.

“Um mercado de trabalho mais restritivo, com ajustamentos salariais acima da meta de inflação, poderia abrandar a convergência da inflação, afectando particularmente a inflação nos serviços e nos sectores mais intensivos em mão-de-obra. Por outro lado, uma recuperação positiva nos preços relativos, ou na dinâmica dos bens Benigna, ou uma inflação mais baixa nos serviços pode contribuir para um processo mais rápido de desinflação.

Para o economista e consultor independente André Perfetto, esse é o principal fator interno que pode interferir na política implementada até agora. Por esta razão, considera as expectativas médias do mercado relativamente à taxa de juro de referência demasiado baixas; Ele acredita que a taxa terminará o próximo ano em 9,75%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *