Apple multada no Brasil por remover carregadores da caixa do iPhone12

(Inscreva-se no boletim informativo Cache de hoje para obter um instantâneo das 5 principais notícias de tecnologia. Clique aqui para se inscrever gratuitamente.)

O órgão regulador do consumidor brasileiro multou a Apple por não incluir um carregador na caixa do iPhone 12.

O órgão regulador brasileiro de proteção ao consumidor Procon-SP, com sede em São Paulo, multou a empresa de Cupertino em US $ 2 milhões por vender o aparelho sem carregador, propagandas enganosas e termos injustos. 9to5 Mac mencionado.

“A Apple precisa entender que no Brasil existem leis e instituições de proteção ao consumidor fortes. Essas leis e essas instituições devem ser respeitadas”, disse Fernando Kepez, CEO do Procon-SP.

No entanto, esta não é a primeira vez que o regulador questiona as políticas da Apple. Em outubro passado, ela questionou a nova política da fabricante do iPhone de não carregar um carregador com o iPhone 12. A agência disse que a Apple não poderia provar seus supostos ganhos ambientais com a nova política.

Leia também | Samsung faz o trabalho da Apple, remove os carregadores da caixa

O Procon-SP também questionou as estratégias de preços da Apple no Brasil. Enquanto o iPhone 12 mini custa US $ 729 nos EUA, o mesmo telefone no Brasil custa cerca de US $ 1.200. Quando a Apple lançou o iPhone 11 em 2019, seu preço era de US $ 799, enquanto no Brasil custava cerca de US $ 1.200. 9to5 Mac disse no relatório.

O organizador destacou outros problemas com a Apple, como problemas de atualização do iOS que alguns usuários relataram sobre a funcionalidade em seus iPhones após uma atualização de software. Ela disse que a Apple não ajudou a resolver o problema.

A Apple também se exime de todas as garantias legais e implícitas, e contra defeitos, ocultos ou não, segundo o Procon-SP.

READ  Como a ciência explica as baixas temperaturas no Brasil?

Os consumidores também acusaram a Apple de suas políticas de publicidade enganosas. Os consumidores do iPhone 11 Pro reclamaram que a Apple não consertou seus telefones após problemas com água, apesar de colocar anúncios para fazê-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *