A tecnologia HAVAN RFID permite 100 por cento de suas operações

A tecnologia de identificação por radiofrequência ajudou o varejista a reduzir seu estoque de produtos em 30 por cento em 155 lojas em todo o Brasil.

Ed. Nota: uma versão deste artigo apareceu originalmente em Revista IoP.

Havan LaboratoriesUma das maiores redes de varejo no Brasil anunciou que suas operações agora estão usando a tecnologia RFID em 100 por cento dos produtos que comercializa, no que chama de um dos projetos de RFID mais rápidos do mundo.

Segundo Alexsandro Eloi Venancio, executivo da Havan Labs, em dois anos, 500 fornecedores inseriram milhões de marcas em produtos identificados e rastreados integralmente pela empresa, dos centros de distribuição às lojas. Como resultado, a Havan – uma das empresas de varejo mais prestigiadas do Brasil, que é famosa por exibir a Estátua da Liberdade em suas fachadas – agora pode reduzir o nível de produto que mantém em estoque em 30 por cento. Isso permite ao varejista reduzir custos, aumentar a eficiência do atendimento ao cliente e um negócio de varejo multicanal.

Em todas as lojas Havan, a Estátua da Liberdade em Nova York dá as boas-vindas aos clientes na entrada principal.

Até maio deste ano, Havan pretende lançar uma solução de controle de estoque em todas as suas lojas. O aplicativo RFID foi desenvolvido pela equipe Havan Labs, com parceiros de tecnologia selecionados pela empresa para facilitar a vida de funcionários e clientes. “Com RFID, o HAVAN tornará mais fácil e rápido a busca de produtos no estoque da loja e simplificará o processo de contagem de estoque, economizando tempo, melhorando tarefas e reduzindo custos”, diz Venancio.

READ  Bank of America Intelligent Receivables™ atualizado com recursos aprimorados de previsão e relatórios de realidade

Mais de 10 anos atrás, Havan começou a investigar a tecnologia RFID como uma ferramenta comercial, quando as etiquetas ainda tinham um preço alto. O equipamento de gravação e leitura que usei impossibilitou a implementação da tecnologia desde o início dos testes. Anos depois, a empresa soube de uma história de sucesso Pré escola, Brás, São Paulo, que investiu pesado e usou com sucesso a tecnologia RFID da Autocolantes Inteligentes ITAGIsso permite que eles reduzam o roubo de produtos e gerem um retorno sobre suas operações comerciais.

Alexandru Venancio

Assim, a equipe Havan iniciou uma nova fase de análise RFID que, com o apoio da iTAG, identificou as vantagens e possibilidades oferecidas pela tecnologia às empresas com estoques de grande volume e, consequentemente, maiores custos e processos críticos de distribuição. Outros fornecedores surgiram para oferecer tecnologias complementares, como Haco, Hasar Brasil, Impinj, Prime-Interway, SmartX Tags e Zebra Technologies. Atualmente, a Havan possui mais de 320 leitores RFID em todos os seus estabelecimentos, além de impressoras que habilitam essa tecnologia, além de antenas e outros equipamentos complementares.

“Todas as etiquetas contêm RFID, códigos QR e códigos de barras”, diz Venancio, embora RFID nem sempre seja o custo mais econômico. “Depende do processo”, explica, acrescentando que a tecnologia RFID trouxe muito valor agregado para a empresa. Havan também melhorou seu desempenho no comércio eletrônico, que não estava entre suas prioridades antes da epidemia, mas foi implementado rapidamente no último ano graças ao controle efetivo de seu estoque nos pontos de recepção e distribuição. .

“Nossos fornecedores nos enviam todos os seus produtos com etiquetas RFID que já contêm códigos QR e códigos de barras”, diz Venancio. “Na China, os fornecedores usam etiquetas fornecidas pelo escritório local aberto pela iTAG. Como resultado, todos os nossos fornecedores, mesmo aqueles que operam na Ásia, podem entregar produtos corretamente dentro de nossos requisitos.” Diz que GS1 O padrão foi implementado para facilitar todas essas operações internacionais e domésticas.

READ  A mineradora brasileira Vale está prosperando na economia chinesa

Cada uma das 155 lojas da Havan varia em tamanho de 5.000 a 6.000 metros quadrados (54.000 a 65.000 pés quadrados), e cada uma agora tem uma precisão de estoque completa e pode conduzir estoques estáveis ​​em alta velocidade. “Nosso objetivo agora é expandir a utilidade da tecnologia, inclusive fazendo com que nossos fornecedores tirem proveito dela”, diz Venancio. “Faz parte do plano implementar um sistema de autopagamento, que permite aos clientes fazer compras e pagamentos sem ter que esperar em longas filas nos caixas eletrônicos”.

Na avaliação de Venancio, Havan conseguiu atingir objetivos importantes ao controlar o produto com RFID. “Alguns ganhos podem ser medidos, como uma redução de 30% no valor do estoque”, observa Venancio, mas existem outros benefícios intangíveis, como encontrar facilmente produtos que os clientes compraram por meio de recursos RFID. Assim, a felicidade do cliente é um ganho incalculável que resulta em um bom trabalho para nossa empresa. ”Assista ao Entrevista completa (Gravado em português) no canal IoP ​​Journal Brazil no YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *