Um novo estudo afirma que a Terra é cercada por um enorme túnel magnético

https://sputniknews.com/20211017/earth-surrounded-by-huge-magnetic-tunnel-new-study-claims-1089988924.html

READ  Uma violenta tempestade solar produz lindas auroras rodopiantes capturadas pela câmera

https://sputniknews.com/20210915/earths-magnetic-field-may-be-reversing-due-to-remains-of-ancient-planet-scientists-warn-1089094074.html

WhatTheFishIsThis

tema almiscarado.

1

Sputnik International

[email protected]

+74956456601

MIA “Rosiya Segodnya”

2021

Oleg Boronov

https://cdnn1.img.sputniknews.com/img/07e4/09/0b/1080424846_0:0:2048:2048_100x100_80_0_0_0_3d7b461f8a98586fa3fe739930816aea.jpg

Oleg Boronov

https://cdnn1.img.sputniknews.com/img/07e4/09/0b/1080424846_0:0:2048:2048_100x100_80_0_0_0_3d7b461f8a98586fa3fe739930816aea.jpg

Notícia

en_ar

Sputnik International

[email protected]

+74956456601

MIA “Rosiya Segodnya”

https://cdnn1.img.sputniknews.com/img/07e4/0c/08/1081397710_274:0:1646:1029_1920x0_80_0_0_d46189f0247a15c194c4ed4022741a8c.jpg

Sputnik International

[email protected]

+74956456601

MIA “Rosiya Segodnya”

Pesquisa, cientistas, terra, sistema solar, campo magnético

Os cientistas esperam que a pesquisa os ajude a aprender sobre a formação e evolução dos campos magnéticos nas galáxias e entender como esses campos são mantidos.

Um novo estudo revelou que as estranhas estruturas, que foram vistas no céu desde 1960, podem ser atribuídas ao enorme túnel magnético que envolve a Terra e cobre o sistema solar junto com algumas estrelas próximas.

O estudo, liderado por um grupo de astrônomos da Universidade de Toronto, no Canadá, descobriu que as estruturas conhecidas como Norte e Pólo Norte da Via Láctea podem ser conectadas por um extenso sistema de filamentos magnéticos.

“Se olhássemos para o céu, veríamos essa estrutura em forma de túnel em quase todas as direções. Olhamos – isto é, se tivéssemos olhos que pudessem ver a luz do rádio”, Jennifer West, assistente de pesquisa no Instituto Dunlap para Astronomia e Astrofísica da Universidade de Toronto, disse em um comunicado à imprensa.

Os pesquisadores calcularam que as estruturas estão a cerca de 350 anos-luz do sistema solar, o que West disse ser “uma distância equivalente a viajar entre Toronto e Vancouver dois trilhões de vezes”.

Dynamic Earth - campo magnético da Terra - Sputnik International, 1920, 15.09.2021

Os cientistas alertaram que o campo magnético da Terra pode ser revertido pelos restos de um planeta antigo

Ela explicou que, há dois anos, um dos co-autores do estudo, Tom Landecker, contou a ela sobre um artigo relacionado de 1965, “Dos primeiros dias da radioastronomia.”

READ  Com vista para o limite do universo

De acordo com West, os autores do jornal especularam que “[…] Sinais de rádio polarizados podem emergir de nossa visão do braço local da galáxia, de dentro dele. “

“Este artigo me inspirou a desenvolver essa ideia e conectar meu modelo aos dados muito melhores que nossos telescópios nos fornecem hoje”, observou o cientista.

Ela acrescentou que os astrônomos sabem sobre o Spur Polar Norte e a região de Van há décadas, mas a maioria das teorias científicas tem se concentrado nessas estruturas individualmente. West insistiu que ela e seus colegas acreditam que são os primeiros pesquisadores a conectar as estruturas como uma única unidade.

“Acho ótimo imaginar que essas estruturas estão em todos os lugares sempre que olhamos para o céu noturno”, disse ela, expressando esperança de que mais descobertas associadas à pesquisa sejam apenas uma questão de tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *