Um local com pegadas de dinossauros foi encontrado em Portugal

Lisboa, 14 de fevereiro (Prensa Latina) A descoberta de um sítio de pegadas de dinossauros, descoberto por cientistas portugueses, parece hoje que estes animais viveram num local da costa portuguesa, há 129 milhões de anos.

De acordo com as declarações do chefe do Centro Português de História Geográfica e Pré-história, Silvério Figueiredo, a presença de mais de 600 vestígios deste grupo de picturesobseed indica a existência de colónias naquela península.

Segundo ele, esta é a maior descoberta relacionada a antigos colonizadores, presumivelmente dinossauros herbívoros, como saurópodes e ornitópodes, e carnívoros, como terópodes do período Cretáceo Inferior.

As pegadas correspondem a uma área de mais de 1.350 metros e indicam que os animais vieram de “ambientes marinhos rasos, lagos e estuários, com depósitos de calcário, marga e arenito depositados sobre eles”.

O diretor do estudo disse: “Havia três grandes grupos: terópodes (93) de saurópodes (324) e ornitópodes (197), o que significa que 15% das pegadas pertencem a carnívoros, enquanto 85% são herbívoros.

Os dados mostram tópicos estranhos relacionados à maneira de andar (sem puxar o rabo), lugares favoritos para pescar e ações solitárias na hora de buscar sua comida.

De acordo com Figueiredo, participaram no esforço 10 paleontólogos e geólogos portugueses, além de especialistas da França, Brasil e Espanha, que continuam as análises para descobrir a origem de outras pegadas sem identificação ou relação com nenhuma espécie.

Após a conclusão do trabalho, a equipe pretende fazer uma apresentação sobre a descoberta e a eternidade dos achados em publicações científicas internacionais para aprofundar o estudo dos dinossauros.

ef / jha / yrv

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *