Relatórios são importantes Brasil CEBDS

Brasília, 30 de janeiro de 2024: O relato de sustentabilidade é um aspecto cada vez mais importante para as empresas e é tema de novo estudo realizado por ele CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável), em parceria com a Sustainability Consulting Report. o primeiro Edição brasileira do Reporting Matters Foi lançado hoje. Representa uma análise aprofundada dos relatórios de 2022 de 77 empresas que abrangem diversos setores da economia que operam no país.

Recentemente, a Comissão de Valores Mobiliários fortaleceu a agenda de relatórios não financeiros ao lançar uma decisão que exige que as empresas de capital aberto publiquem relatórios a partir de 2026. Além disso, o crescimento significativo na regulamentação e nas iniciativas voluntárias em todo o mundo trouxe relatórios de sustentabilidade para o mundo. Frente frontal. Actualmente, uma vasta gama de partes interessadas, especialmente investidores, exigem informações abrangentes, comparáveis ​​e fiáveis ​​para a tomada de decisões.

Por isso, o Reporting Matters chega ao Brasil com o objetivo de avaliar como as empresas reportam seus negócios e promover relatórios aprimorados, seguindo a metodologia desenvolvida pelo Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD), em colaboração com Radley Yildar. O trabalho contou com uma equipe de 17 consultores que dedicaram aproximadamente 800 horas ao exame de mais de 9 mil páginas.

No total, foram avaliados 16 critérios e 81 subcritérios de acordo com a metodologia de relato de problemas. Estes incluem materialidade, envolvimento das partes interessadas, verificação externa, objectivos e compromissos, implementação e controlos, e impacto. Os dez relatórios com maior pontuação foram, em ordem alfabética: Ambev, Arezzo, Boticário, CBA, Eneva, GPA, Itaú, Natura, Petrobras e Suzano.

“Há uma demanda crescente por parte de diversas partes interessadas para que as empresas assumam compromissos de sustentabilidade, estabeleçam metas específicas e mensuráveis, tomem ações concretas e sejam transparentes sobre os impactos resultantes – tanto positivos quanto negativos. Os relatórios de sustentabilidade desempenham um papel relevante neste contexto. “Contribuir para o aumento da confiança e credibilidade nas empresas. Porém, construir um bom relatório pode ser um grande desafio, pois hoje existem diferentes padrões e exigências”, comenta Riccardo Mastrotti, Diretor Executivo do CEBDS.

Segundo a pesquisa, 63% dos relatórios analisados ​​apresentavam os ODS prioritários da empresa, mas apenas 10% estabeleceram metas claras relacionadas aos ODS. Além disso, 74% dos relatórios foram sujeitos a auditoria externa (parte do relatório ou todo o relatório); 58% deles têm um compromisso com zero emissões líquidas (para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa) até 2050; 45% dos participantes responderam aos seus indicadores com base nos padrões GRI e 24% reportaram com base nos padrões GRI.

“A importância dos relatórios no Brasil surge em um momento em que o panorama dos relatórios de sustentabilidade em todo o mundo está se acelerando com o lançamento de novos padrões e estruturas, aumentando a pressão regulatória e as mudanças climáticas se tornando presentes nas carteiras dos investidores. Nesse cenário, o estudo torna-se uma ferramenta valiosa para os investidores”, afirma Estevam Pereira., Sócio do Reporting Group: “Orientar as empresas na busca por práticas de comunicação e gestão mais eficazes.”

Para os reguladores, a harmonização das normas de relato de sustentabilidade ajudará a satisfazer as necessidades dos mercados globais, incluindo os investidores que alocam capital a nível internacional, as empresas que operam e angariam capital para além das fronteiras nacionais e os profissionais de contabilidade que servem todos os utilizadores de relatórios empresariais.

READ  Tamanho do mercado de lâmpadas cirúrgicas móveis, crescimento (2021-2028)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *