Paolo Rossi, ex-atacante italiano do Brasil, morre na 82ª Copa do Mundo Futebol internacional

Sempre esteve associado à história da Seleção Brasileira, ao marcar os três gols que eliminaram o Brasil da 82ª Copa do Mundo, O ex-atacante italiano Paolo Rossi morreu na quarta-feira aos 64 anos. Segundo o jornal “Gazzetta dello Sport”, o ídolo açoriano foi vítima de cancro do pulmão recentemente descoberto.

Paolo Rossi na Copa do Mundo de 1982 – Foto: Getty Images

Rossi morreu exatamente duas semanas após a morte de outro ícone global do futebol na década de 1980, Ou o argentino Diego MaradonaO herói e principal nome da Copa do México de 1986.

A notícia da morte de Paolo Rossi foi divulgada pela primeira vez pelo jornalista Enrico Varalli, da emissora RAI, e posteriormente no site do jornal “Gazzetta dello Sport” e outras mídias do país. Rossi abandona a esposa Federica Cappelletti, com quem está casado desde 2010, e tem três filhos: Sophia Elena, Maria Vitoria e Alessandro.

O ex-jogador da Juventus foi o herói e primeiro artilheiro da Copa do Mundo de 1982 na Espanha, com seis gols. Até a segunda fase, ele ainda não marcou um gol, mas ficou desapontado com a vitória da Itália por 3 a 2 sobre a seleção comandada por Tilly Santana, que festejou a temporada com estrelas como Zico, Falcao, Junior e Skrates.

O camisa 20 italiano abriu o placar no antigo estádio Sarria, em Barcelona, ​​cinco minutos depois da partida. Sócrates empatou com o Brasil aos 12, mas Paolo Rossi voltou a marcar aos 25, aproveitando um erro de passe na defesa brasileira. Tilly, que disputava o empate para ir às semifinais, escolheu Falcao e igualou o resultado em 23 do segundo tempo, mas no dia 29 o atacante italiano aproveitou um rebote após cobrança de escanteio e completou na pequena área para atingir o gol que eliminou o Brasil e colocou o Brasil na Copa da Espanha e Itália a caminho do campeonato O terceiro.

Rossi marcou os dois gols na vitória por 2 a 0 sobre a Polônia na semifinal e fez da Itália a primeira na decisão por 3 a 1 sobre a Alemanha. Por seu desempenho e gols na partida decisiva diretamente, Rossi foi eleito o melhor jogador da Copa da Espanha. Ainda em 1982, foi agraciado com a Bola de Ouro da revista “France Football”, então o prêmio individual mais famoso do mundo do futebol.

Ernesto Paglia une a seleção italiana de 1982

Títulos e escândalo da Juventus antes da 82ª Copa do Mundo

Paolo Rossi nasceu em Prato, Florença. Começou a jogar pela Juventus, onde viveu os melhores momentos de sua carreira. Já o clube de Turim venceu o campeonato italiano duas vezes (1981/82 e 1983/84), a Copa da Europa (atual Liga dos Campeões) em 1984/85, a Supercopa da Europa em 1984, a extinta Copa da Europa em 1983/84 e a Copa da Itália em 1982. / 83. Ele também foi campeão da Série B italiana em 1976/77 por Vicenza.

Em 1978, jogou pela seleção italiana sua primeira Copa do Mundo na Argentina, marcando três gols na temporada que terminou na quarta colocação – a Itália perdeu por 2 a 1 para o Brasil na disputa pelo terceiro lugar. Já conhecido como um dos melhores jogadores do país, Paolo Rossi foi suspenso por três anos em 1980, quando jogava pelo Perugia, acusado de estar envolvido no escândalo de manipulação de resultados conhecido como “Totonero”. Depois disso, sua pena foi reduzida para dois anos, o que lhe permitiu ser convocado para a Copa da Espanha.

Rossi jogou apenas em clubes italianos, e também jogou pelo Como, Vicenza, Milan e Hellas Verona, terminando a carreira em 1987. Em 2002, o ex-atacante lançou um livro sobre seu campo, com destaque inegável dos golos. Uma partida contra a Seleção Brasileira em 1982, talvez a mais importante de sua carreira:Fez o brasil chorar(Ela fez o Brasil chorar, em português.) Rossi também trabalhou como comentarista para emissoras de TV italianas, como RAI e Mediaset.

READ  Afia Bennett faz uma aparição deslumbrante no L'officiel Brasil em homenagem ao Dia da Consciência Negra no Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *