Panam Sports » Brasil e Cuba Lidraron La Segunda Jornada de Godo

Brasil e Cuba Ledraron La Segunda Jornada de Godo

O presidente do Chile ajudou o evento a treinar o judoca chileno Jorge Pérez, em sua casa. Este é o último que foi esmagado pela prata.

O segundo Judô Day em Santiago 2023 será marcado por vitórias de Brasil e Cuba, que serão coroados medalhistas de ouro no dia. Os brasileiros Gabriel Falcão, com -73kg, e Guilherme César, com -81kg, competem com as dores anteriores. Já na categoria feminina, as medalhistas de ouro serão levantadas pelas cubanas Maylene del Toro e Adelanis Gomez, nas categorias -63kg e -70kg respectivamente.

“Posso levar a medalha de ouro brasileira e ficar muito feliz com isso. Além disso, sou minha mãe, que não tive muito tempo nem competi pessoalmente, e quero ganhar a medalha de ouro nos divertidos Jogos Panamericanos”, disse o brasileiro Cesar Guilherme Cesar que recebeu a corrida de ouro de seu país ao se especializar nesses jogos. , lutando e vencendo a luta contra o chileno Jorge Perez, na categoria até 81kg.

O violoncelo de Jorge Pérez foi jogado sobre a mesa ao render a primeira medalha de seu país no judô. O Presidente do Chile, Gabriel Boric, está presente na segunda edição do Judô deste ano, acompanhado pelo Governador Regional de Magalhães, Jorge Fleiss. Ambos Alentarón a Pérez, que, igualmente com o estado nacional e o governo, também está na direção da região.

“Não mencionei a presença do presidente, só estava trabalhando com tecnologia. É a primeira vez que enfrento um estádio pequeno e que leva meu nome, e o público se identifica comigo durante as partidas de hoje. “Quando terminei a comemoração final, porque faltavam quase dois meses para o término dos Jogos, estava perto de fazer uma cirurgia e agora estou me tornando um medalhista panamenho”, disse Perez.

READ  Os fãs estão lutando para entender a impressionante 'perda da temporada' de Joelinton para o Southampton

As medalhas de bronze na categoria -81 kg foram para o canadense David Popovich e o dominicano Medicson del Orde.

Na categoria até 73kg masculino, Gabriel Falcão levantou o outro ouro para o Brasil. Isso graças ao fato de seu rival e compatriota, Daniel Borges, não ter se submetido e decidido perder por pedaço. Os Braves chegaram a Antonin Bouchard do Canadá e Gilberto Cardoso do México.

Respeitando o calibre feminino, em menos de 70 quilos de ouro, foi lançado em Cuba com a participação de Adelanis Gomez, que competiu com a porto-riquenha María Pérez. Nessa luta, Pérez conquistou a primeira medalha de ouro de Porto Rico. Os golpes de bronze foram imediatos para Elvismar Rodriguez, da Venezuela, medalhista de ouro na mesma categoria em Lima 2019, e para Celinda Corozo, do Equador.

Cuba também garantiu mais um ouro com a participação de Mylene del Toro na categoria -63 kg, que renovou o título do campeonato de judô nos Jogos Pan-Americanos, conquistando-o em Lima 2019. Em menos de 50 segundos, ela venceu a canadense Isabelle Ena- Marie Anderson, que terminou com a medalha de prata. Nesta categoria, as batidas de metais foram fortes para Katlin Lima do Brasil e Prisca Awiti do México.

Escrito por Melanie Donoso e Anita Carreño

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *