O governo brasileiro reduz sua previsão de crescimento do PIB

A economia brasileira parece estar em trajetória descendente, o que está começando a impactar o sentimento dos investidores em relação a alguns ativos de longo prazo.

Esta semana, o Ministério das Finanças reduziu a previsão de crescimento do PIB para este ano de 3,2% para 3,0% e de 2,3% para 2,2% para 2024.

“Em 2023, a economia apresentou um desempenho melhor do que o esperado no início do ano graças a um ano recorde para as safras agrícolas”, disse Luciano Rustaño, estrategista-chefe para a América Latina do Banco Mizuho, ​​ao BNamericas.

“É pouco provável que este efeito positivo se repita no próximo ano. Com a fragilidade dos serviços e do setor industrial, dois grandes componentes da economia, não há fatores que permitam esperar surpresas positivas que possam gerar revisões em alta do PIB no próximo ano”, acrescentou. .

O PIB do Brasil cresceu 2,9% no ano passado, e o crescimento esperado de 3,0% este ano, embora ligeiramente superior, pode ser um factor político importante porque é o primeiro ano do mandato de quatro anos do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Antecipando a fraqueza económica em 2024, o governo está a tentar aumentar o investimento público para impulsionar a economia, mas estão a surgir sinais de alerta sobre os efeitos secundários desta medida.

“As estratégias para aumentar o investimento público revelaram-se infrutíferas no passado porque geraram inflação no médio prazo. Os agentes de mercado reconhecem isso e acrescentam-no aos seus modelos de risco, exigindo maiores retornos nos projectos que avaliam. Este é um dos factores que significa que alguns leilões planeados pelo governo acabaram por não atrair o interesse do sector privado.”

READ  Revisão da política comercial da Organização do Comércio Brasileira: declaração do Reino Unido

Já estamos sentindo a maior seletividade dos investidores.

O governo paralisou o leilão da concessão da rodovia BR-381/MG em Minas Gerais por falta de interesse. O leilão estava marcado para sexta-feira e o prazo para licitação terminou na terça-feira sem que nada fosse apresentado. O contrato exige que a nova concessionária invista cerca de R$ 10 bilhões (US$ 2 bilhões) ao longo de 30 anos.

Além disso, o SGB suspendeu os leilões de áreas de prospecção de ouro, diamantes, fosfatos, gesso, calcário e caulino que estavam previstos para ocorrer ainda esta semana. A SGB disse que a decisão foi tomada para dar mais tempo para que as empresas interessadas se preparem tecnicamente para participar do evento.

Inflação e taxas de juros

O Ministério da Fazenda reduziu a estimativa para o índice oficial de inflação (IPCA) deste ano de 4,85% para 4,66%, mas elevou a previsão para 2024 de 3,40% para 3,55%.

O banco central está agora numa rota de flexibilização monetária, à medida que a inflação abranda, e a taxa de juro directora do país está actualmente em 12,25% e espera-se que a reduza nos próximos trimestres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *