Lewis Hamilton termina ‘fim de semana mais difícil’ com vitória impressionante na Fórmula 1 no Brasil

O piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, terminou o “fim de semana mais difícil que já tive” com uma vitória impressionante no GP do Brasil no domingo e ganhou força em sua luta pelo título da F1 com Max Verstappen, da Red Bull.

O heptacampeão mundial Hamilton venceu Verstappen apesar de largar em 10º no grid devido a uma penalidade – ele enfrentou Hamilton em segundo neste fim de semana em São Paulo.

Verstappen, vencedor da edição anterior da corrida em 2019, terminou em segundo e viu a liderança do campeonato de pilotos diminuir para 14 pontos, faltando três corridas. O vencedor da corrida recebe 25 pontos.

“Vamos continuar pressionando”, disse Hamilton sobre o São Paulo no rádio da equipe após sua sexta vitória na temporada. Ele levou a bandeira do Brasil para comemorar sua vitória no carro e no pódio, assim como fez seu ídolo Ayrton Senna.

O companheiro de equipe de Hamilton, Valtteri Bottas, ficou em terceiro, com Sergio Perez, da Red Bull, em quarto e o mexicano fazendo a volta mais rápida da corrida. Ferrari Charles Leclerc e Carlos Sainz terminaram em quinto e sexto, respectivamente.

Verstappen liderou a maior parte da corrida após a primeira curva, quando derrotou o pole Bottas. Mas Hamilton, que havia subido de 10º para terceiro em apenas seis voltas, passou à frente de Verstappen na volta 59 e colocou uma multidão barulhenta em Interlagos.

Hamilton terminou a corrida com 10 segundos de vantagem sobre Verstappen e disse que sentiu como se tivesse vencido sua primeira corrida diante de uma multidão feliz em Interlagos.

“Eu estava me esforçando o máximo que pude”, disse Hamilton após sua 101ª vitória. Da última vez na rede [for Saturday’s sprint race], depois outra penalidade de cinco lugares – acho que este é o feriado mais difícil que tive. As coisas continuam contra nós, mas elas simplesmente aparecem, nunca desistem e continuam lutando. Nunca pare de lutar.”

READ  Uma nova variante do Coronavírus Brasileiro foi encontrada em quase metade dos casos na Cidade do Amazonas

A Mercedes está agora 11 pontos à frente da Red Bull na classificação dos fabricantes.

Velocidade da Mercedes ‘imparável’

Verstappen deixará o Brasil com os 50.000 euros mais pobres (US$ 57.200). Ele foi multado depois de ser visto tocando a asa traseira da Mercedes Hamilton na sexta-feira.

“Estávamos perdendo um pouco de ritmo, mas demos tudo o que tínhamos e nos divertimos”, disse o holandês. “Ainda tínhamos uma boa vantagem por pontos, hoje houve uma redução de danos. Nas próximas corridas vamos nos recuperar.”

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que a velocidade da Mercedes era “imparável”.

O fim de semana foi certamente memorável para Hamilton, que foi forçado a largar o sprint de sábado depois de ser desclassificado da sessão de qualificação de sexta-feira – onde foi o mais rápido – devido a uma falta técnica da Mercedes. Apesar de Hamilton terminar em quinto no sprint, uma penalidade separada de cinco posições significou que o atual campeão largou no domingo em 10º, depois que a Mercedes decidiu trocar seu motor em São Paulo.

Os organizadores de Interlagos comemoraram o retorno da categoria ao tradicional autódromo, que sediará a prova por mais nove anos. Todos os 170.000 ingressos foram esgotados por três dias, enquanto milhares de fãs se reuniram em frente ao pódio – muitos deles desmascarados, apesar dos protocolos sanitários.

O Brasil foi retirado do calendário de 2020 devido às restrições impostas pela pandemia do COVID-19. O Grande Prêmio de São Paulo, que foi renomeado para este ano, pode abrir em plena capacidade há apenas algumas semanas, quando o governo do estado aliviou as restrições em novembro.

READ  Internet via satélite da Viasat ajuda a reduzir a exclusão digital no Brasil

Muitos fãs viram a corrida como um retorno a uma vida mais normal e adoraram o eventual vencedor. Antonio Sequeira, 45, tinha lágrimas nos olhos quando Hamilton entrou direto em Interlagos com a bandeira brasileira.

“O último título do Ayrton foi há 30 anos, e ver o maior piloto de todos os tempos a se apresentar aqui e ainda reverenciar nosso campeão foi muito emocionante”, disse Sequeira. “Hoje ele oficializa, tem um piloto brasileiro no grid e o nome dele é Luis.”

Hamilton ganhou seu primeiro título de Fórmula 1 em Interlagos em 2008 com um quinto lugar que o colocou um ponto à frente do brasileiro Felipe Massa.

O Catar sediará a próxima corrida em 21 de novembro, seguido pela Arábia Saudita e Abu Dhabi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *