Jornadas Europeias do Patrimônio 2022, na Embaixada do Brasil em Paris: clima festivo e musical

Com suas praias, seus carnavais, os melhores atletas e mulheres, sua música… Brasil É o sonho de muitos viajantes. Mas o Brasil é muito mais que isso! Para saber mais sobre este maravilhoso país e sua cultura, visiteEmbaixada do Brasil sobre 16 e 17 de setembro de 2023.

Para comemorar b Viagens de PatrimoineA embaixada abre suas portas aos visitantes Frete grátis. É uma oportunidade para mergulharmos nos costumes e tradições do país, bem como explorar oHotel de la VeroneseTambém conhecido como Hotel Schneider. Este palácio privado é sede da Embaixada do Brasil desde 1971 e merece uma visita.

A sua construção remonta à primeira metade do século XIX Arthur Louis Guibert, que deixou a propriedade para as filhas, ambas condessas. Ele era Guillemin Maria Lucy, Condessa Adolphe de la Veronaise, que deu seu nome ao edifício.O hotel passou de mão em mão, passando por diversas transformações antes de ser vendido ao Brasil.

Esta interessante localização no 8º arrondissement de Paris abre-nos as suas portas excepcionalmente durante as 39ª Journées du Patrimoine. Venha descobrir todos os seus segredos!

  • Visite a Embaixada do Brasil na França
    16 e 17 de setembro

    Desde 1971, a Embaixada do Brasil em Paris ocupa uma mansão particular que já foi propriedade da família Schneider, industriais siderúrgicos de Creusot.

    O Hotel Schneider está localizado na margem direita do Sena, no 8º arrondissement, entre a Alma Pont e a Pont Invalides, e faz parte de um complexo urbano listado como sítio histórico e paisagístico de Paris.

    Construído na primeira metade do século XIX no eclético estilo do Segundo Império, o edifício passou por grandes restaurações e ampliações por volta de 1900, encomendadas pela família Schneider a Ernst Sanson, o arquiteto preferido pelas principais famílias da época.

    O público terá a oportunidade de conhecer o exterior e o interior deste magnífico exemplar da arquitetura parisiense, conhecer sua história íntima visitando suas salas de recepção e apreciar pinturas, fotografias, tapeçarias e esculturas de famosos artistas brasileiros como Sebastião Salgado. .

    Para mostrar a sua coleção de arte, a embaixada terá o prazer de oferecer passeios por diversas áreas da sua sede, que normalmente são fechadas ao público.

  • Exibição de quatro curtas-metragens propostos pela Associação Autres Brésils
    Sábado, 16 de setembro às 11h30

    Apresentado pela Associação Autres Brésils no âmbito das Journées du Patrimoine (Dias do Património), este programa apresenta quatro pequenos documentários brasileiros, apresentando uma variedade de formas cinematográficas para representar algumas das realidades deste país continental. Uma seleção de filmes que permitirá também ao público descobrir a poética do cinema em constante renovação.

    O objetivo da Associação Autres Brésils é decifrar a sociedade brasileira por meio da análise de questões políticas, sociais e ambientais. Nos últimos 19 anos, organiza anualmente um festival brasileiro de documentários. Seu objetivo é permitir que o público francófono descubra um Brasil pluralista e construa pontes entre a sociedade francesa e a brasileira. Esta seleção reúne filmes apresentados durante o festival Brésil en mouvements.

    os filmes:

    – Appelle le quilombola (disco Quilombola, David Rix, 13 minutos)
    No Espírito Santo, dois grupos de crianças conversam sobre a vida. Um vem da favela de Vitória, o outro da comunidade quilombola, aldeias fundadas por escravos quilombolas. Através de um jogo simples, os dois grupos conversam sobre suas raízes e percebem que têm mais em comum do que diferenças.

    – Traversi (Traversia, Embaixador de Moreira, 2016, 5 minutos)
    Usando fotografias de famílias brancas, moradores negros tentam recriar seu próprio arquivo.

    – Sauts amazoniens (Saltos amazônicos, Liana Amin e Igor Amin, 7 minutos)
    As crianças gostam de pular de um barco no Rio Negro, uma brincadeira popular entre os moradores da região. Ela interage de forma contagiante com a água, e o simbolismo dessa relação, aliado à sua espontaneidade, dá vida a um barco abandonado na praia. Filmado em preto e branco, o filme incorpora a cor de forma original, criando um impacto visual especial. Um belo filme que evoca a alegria de viver entre as crianças brasileiras em um pitoresco ambiente natural.

    – Deo (Deus, Vinicius Silva, 2016, 25 minutos)
    Rotina Rosselli, negra da periferia de São Paulo, cuida sozinha do filho, Brenho.

    Site da Associação Autres Bresils: www.autresbresils.net
    Site do Festival Brésil en Mouvements: https: //www.autresbresils.net/Bresil-en-mouvements-2023

  • Exibição do filme La vie comme elle vient, dirigido por Gustavo Pizzi e produzido por Tatiana Leite.
    Sábado, 16 de setembro às 14h30

    La vie comme elle vient (1 hora e 38 minutos), dirigido por Gustavo Pizzi, produzido por Tatiana Leite e estrelado por Karen Telles (que também co-escreveu o filme), conta a história de Irene, que mora com o marido Klaus (Ottavio Müller ) e quatro filhos. Moradores da região do Rio de Janeiro. Entre os projetos fracassados ​​do marido e os problemas da irmã Sônia (Adriana Esteves), Irene se curva para ajudar a todos e cuidar dos filhos. Mas quando seu filho mais velho, Fernando (Konstantinos Sarris), é convidado para jogar handebol na Alemanha, ela enfrenta seu maior desafio: despedir-se antes do tempo.
    O filme teve a sua estreia mundial no Festival de Cinema de Sundance de 2018. Fez parte da Selecção de Votos do Festival de Cinema de Roterdão, e ganhou o prémio de Melhor Filme no Festival de Málaga, no Festival de Cinema Português Brasileiro de Santa María da Feira, no Gramado Film Festival e Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, além de diversos prêmios. Para atores e técnicos. Originalmente intitulado Benzinio, La vie comme elle vient foi aclamado pela crítica e pelo público e foi distribuído em mais de 26 países, incluindo a França.

    Sobre o produto
    Tatiana Leite é produtora e programadora de festivais com foco em cinema de autor brasileiro e internacional. Em 2012, fundou a produtora carioca Bubbles Project, onde produziu e coproduziu oito longas-metragens, entre eles La vie comme elle vient, de Gustavo Pizzi, e Família Submersa, de María Alche, exibidos em festivais como Sundance e Berlinale. … E Roterdã.
    No ano passado, ela produziu “Regra 34”, de Julia Murat, que ganhou o Prêmio Leopardo de Ouro no Festival de Cinema de Locarno. Este ano, Puán, de María Alce e Benjamin Neistadt, será apresentado em competição no Festival Internacional de Cinema de San Sebastián.
    Foi membro do júri em festivais internacionais como Rotterdam, CPH em Copenhague, Chicago, Guanajuato e outros. Tatiana Leite também atuou como produtora em diversos encontros profissionais: Berlinale Talents, Locarno Open Doors, Rotterdam Lab, EAVE – Puentes Italia, Full Circle Lab e BrLab.

    Trailer: https: //www.youtube.com/watch?v=ADQ_TzVLb7E

  • “Roda de choro” com o Choro Club de Paris
    Domingo, 17 de setembro às 11h30

    É impossível separar música e patrimônio cultural no Brasil – por isso a Embaixada organizou um pequeno concerto para você, no domingo, 17.09, às 11h30, com alunos e professores do Club de Chorro de Paris. Esse estilo de música instrumental se difundiu e foi apreciado na França e nasceu no Rio de Janeiro no final do século XIX – muito antes da bossa nova e do samba. Se o seu nome – que vem do verbo “korar” – “chorar” ou “lamentar” – sugere tristeza, então “kuru” é uma adaptação animada da polca europeia, que se mistura com os ritmos da música africana. É o complemento perfeito para uma visita ao Hotel Schneider, sede da Embaixada do Brasil há mais de 50 anos.

    Para mais informações sobre o Club de Choro e seu festival anual de música:
    http://festivaldechorodeparis.org
    https://clubduchorodeparis.org/wp/

  • Encontro com o artista visual Antonio Sergio Moreira
    Domingo, 17 de setembro às 13h30

    O artista brasileiro Antonio Sergio Moreira estará na Embaixada do Brasil para falar sobre seu trabalho. Os visitantes que planejarem uma visita no domingo (17.09) poderão conversar com o artista que trabalha com pintura, escultura e fotografia, entre outros meios. Há mais de 40 anos seu trabalho destaca o legado da diáspora africana na cultura brasileira.
    Se não conseguiu encontrá-lo no domingo, saiba que o artista é tema de uma exposição intitulada “Okoto – J'existe!”, atualmente patente na Galerie Ricardo Fernandes, Saint-Ouen, até 10 de outubro. , 2023.
    Para conhecer as obras de Antonio Sergio Moreira, acesse o site do artista(https://antonisergiomoreira.com/).

  • Seguindo os passos do EXO. Um encontro performático baseado em pesquisas sobre as danças do Candomblé na Bahia.
    Domingo, 17 de setembro, às 15h

    D'Un monde, l'Autre, dirigido por Maxime Fleriot, é inspirado no projeto de pesquisa La Bouche du Monde realizado por Fanny Vignals na Bahia entre 2019 e 2020. Esta pesquisa tem como foco as danças do Orixá Exo, deus do Candomblé, religião de matriz africana e símbolo pessoal de travessias, caos e sexualidade… O estudo examina os elementos transversais que alimentam a dança: ritual, esferas mitológicas, históricas e sociais, bem como política e identidade. O filme tenta retratar a circulação dessas danças nos corpos e nas imaginações no Brasil e na França.

    Fanny Vignales, coreógrafa contemporânea, professora e musicista, realiza pesquisas independentes em dança afro-brasileira há 21 anos. As suas criações questionam o fosso entre tradição e contemporaneidade, símbolos e espaços de representação, e relações com espiritualidade, transição, feminilidade e celebração. www.labouchedumonde.fr

    Maxime Fleuriot é artista e programadora de dança contemporânea. Desde 2015, dedica-se à pesquisa sobre danças rituais no Brasil, e assinou diversos filmes.

    D'un Monde, l'Autre (27 minutos, 2022) será precedido por Danser l'Invisible (6 minutos, 2015). As apresentações serão seguidas de debate.

  • Não resista ao chamado do Brasil, venha conhecer esse lugar que costuma ser fechado ao público!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *