Jogo Portugal x Eslovénia, transmissão gratuita, porque é que o jogo de futebol não passa na TV?

É dia de jogo em Liubliana, com Cristiano Ronaldo e Portugal a defrontar a Eslovénia num amigável internacional de futebol masculino. O jogo de terça-feira não será transmitido em nenhum canal de televisão tradicional. Em vez disso, a partida será transmitida exclusivamente via Rede Fubo Sports. Os torcedores podem assistir aos jogos de futebol gratuitamente assinando a versão de teste do com.fuboTV.

Todos os olhos estarão voltados para Ronaldo e Portugal para ver o desempenho da potência do futebol europeu antes de jogar a Euro 2024. Enquanto isso, a Eslovênia tentará fazer seu nome e lembrar às pessoas que não é a Eslováquia (hoje eles jogam contra a Noruega).

Como assistir ao jogo entre Portugal e Eslovênia | Jogo de futebol europeu hoje

A que horas começa a partida? Será transmitido na TV? -A partida de terça-feira terá início às 15h45 no Estádio Stusice em Ljubljana, Eslovênia. A partida não será transmitida em nenhum canal de televisão tradicional dos Estados Unidos. Em vez disso, a partida será transmitida exclusivamente pela Fubo Sports Network com.fuboTVdisponível em smart TVs e aplicativos de streaming.

Informações de transmissão ao vivo: com.fuboTV – A partida de terça-feira será transmitida exclusivamente pela Fubo Sports Network na fuboTV.

Mais cobertura de futebol internacional via The Associated Press

GENEBRA (AFP) – Para os fãs de futebol de uma certa idade, a ideia de o Luxemburgo estar perto da classificação para o Campeonato Europeu é inacreditável, depois de décadas de superação.

Se o Luxemburgo vencer dois jogos do play-off em cinco dias – na Geórgia, na quinta-feira, e depois receber a Grécia ou o Cazaquistão, na terça-feira – então será a improvável Cinderela do Euro 2024, em junho.

READ  A lenda brasileira Marta se aposentará do futebol internacional este ano

A recompensa para o vencedor da fase eliminatória da primeira mão será o rebaixamento para o grupo da Euro 2024, na Alemanha, contra Cristiano Ronaldo, Portugal, Turquia e República Tcheca.

Até o homem que dedicou o seu trabalho dedicado à causa luxemburguesa desde 1968, incluindo agora 20 anos como presidente da Federação de Futebol, está surpreendido com a situação actual da equipa do Grão-Ducado.

“Às vezes é muito difícil de acreditar”, disse Paul Philippe, que passou 14 anos como técnico dos Red Lions e depois 16 anos como técnico, a seleção nacional com classificação mais baixa na Europa.

“Isso já é um grande sucesso para nós e temos a possibilidade de discutir isso sobre a chance de Luxemburgo se classificar para o Campeonato Europeu de 2024”, disse Philippe à Associated Press em recente entrevista por telefone.

Os tempos foram difíceis para o Luxemburgo nas décadas de 1970 e 1980, quando o cenário europeu apresentava menos selecções nacionais e força em profundidade. Isto foi antes do desmembramento da União Soviética e da Jugoslávia, e antes de pequenos países como São Marino, Andorra e Gibraltar se tornarem membros da FIFA e da UEFA.

Houve um período de cinco jogos pelo Luxemburgo na temporada 1982-83, em que sofreu 31 gols, incluindo uma derrota por 9-0 para a Inglaterra em Wembley, que foi pior do que a derrota por 5-0 em 1977, em que Philippe jogou.

Philip, agora com 73 anos, lembra-se com carinho daquela incrível visita ao famoso estádio que ele chama de “a Catedral”.

“Ninguém nos mostrou o quão pequenos éramos, e éramos realmente pequenos”, disse ele, recordando o mesmo respeito que a França e o seu seleccionador Didier Deschamps desfrutaram 40 anos depois, após um empate 0-0 em Toulouse.

READ  Os roubos de gols do Arsenal aumentam enquanto Fabrizio Romano reprime notícias 'falsas' sobre a estrela do Brasil

A melhoria do Luxemburgo tem sido constante e as suas cinco vitórias nas eliminatórias para o Euro 2024 do ano passado foram superiores às alcançadas nos seis anteriores programas de qualificação para o Campeonato da Europa combinados.

As razões são claras para Philip. Um programa bem planeado de desenvolvimento da juventude foi estabelecido em 2000 e gerações de migração – principalmente de Portugal e da antiga Jugoslávia – para o pequeno país que tem agora uma população de cerca de 660.000 habitantes.

“Todos nasceram aqui e todos vieram para o futebol”, disse, reconhecendo que o futebol no Luxemburgo deve “aproveitar ao máximo esta oportunidade”.

A actual equipa inclui o melhor marcador de sempre da selecção nacional, Gerson Rodriguez, que tem laços familiares com Portugal, e o médio Christopher Martins, que poderia ter representado Cabo Verde. O defesa Enis Mahmudovic nasceu no Kosovo e o avançado Danil Sinani na Sérvia.

O jogador que seguiu um caminho diferente é Miralem Pjanic, antigo médio da Roma e da Juventus, que jogou nas camadas jovens do Luxemburgo antes de escolher o seu país natal, a Bósnia e Herzegovina.

“Esse é o risco que existe, mas na verdade é uma minoria”, disse Philip, que supervisiona um programa de desenvolvimento que eventualmente incentiva os jovens jogadores a recorrerem a clubes no estrangeiro para melhorarem o seu jogo, como fez quando terminou os estudos escolares.

“Naquele momento, nunca tivemos tanta imigração como esta”, disse à AP, recordando o final da década de 1960. E tínhamos muito poucos jogadores da seleção nacional que jogavam no exterior.

Viajar para a Geórgia, onde uma multidão de mais de 50 mil torcedores aguarda o time em Tbilisi na quinta-feira, traz menos preocupações.

READ  Como uma remota ilha portuguesa escapou de Covid

Esta geração de luxemburgueses está habituada a vencer jogos, em parte graças à UEFA, que criou uma Liga das Nações que coloca equipas com adversários de nível semelhante. Philip acredita que há “demasiada pressão” sobre a equipa da casa.

“Todas as pessoas na Geórgia esperam vencer o Luxemburgo e eu compreendo isso”, disse ele. “Quem quer que enfrentemos na segunda partida (próxima terça-feira), a partida mais difícil é a primeira.”

“Isso será muito especial para todos nós.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *