Brasil está reconstituindo uma força-tarefa para enfrentar as mudanças climáticas – MercoPress

Brasil está reconstituindo uma força-tarefa para enfrentar as mudanças climáticas

Quarta-feira, 1º de março de 2023 – 08:35 UTC


Kerry disse que Biden está interessado em contribuir para o fundo da Amazônia

O enviado presidencial dos Estados Unidos, John Kerry, juntou-se à ministra do Meio Ambiente do Brasil, Marina Silva, quando ela anunciou na terça-feira que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva está criando um grupo de trabalho para abordar os efeitos da mudança climática, com foco no combate ao desmatamento na região amazônica e na defesa dos povos indígenas povos, informou a Agência Brasileira de Notícias.

Segundo Silva, a força-tarefa será composta por representantes de vários ministérios, com o objetivo de ampliar a proteção da biodiversidade brasileira e dos oceanos, questões fundamentais para reduzir o aquecimento global e conter as emissões de gases de efeito estufa.

“Estamos fazendo grandes esforços para proteger as florestas do mundo. É imperativo que o mundo desenvolvido ajude a proteger a floresta”, disse Silva.

O grupo de trabalho foi criado inicialmente em 2015, e agora vai retomar e priorizar o trabalho conjunto entre os dois países. “Como parte da atualização desse acordo com os Estados Unidos, teremos uma agenda de trabalho até abril, quando haverá uma reunião do G20 [group that brings together the 20 largest economies in the world] Para harmonizar essa transição para um mundo mais sustentável, justo, fraterno e pacífico”, explicou Silva.

Ela também indicou que o maior desafio será combater os efeitos negativos das mudanças climáticas sem causar prejuízos em termos de desenvolvimento econômico e social.

Por sua vez, Kerry disse que o presidente dos Estados Unidos, Joseph Biden, tem interesse em trabalhar com o Brasil para reverter as mudanças climáticas e se comprometeu a cooperar com o Fundo Amazônia, que arrecada doações de potências globais para preservar o meio ambiente. Os Estados Unidos pretendem contribuir com projetos para mitigar as mudanças climáticas e conter o aumento da temperatura global em até 1,5 grau Celsius, valor recomendado pelo Acordo de Paris.

READ  Brasileira Natura recebe ofertas pela AESOP, mas avalia alternativas

Uma das prioridades do Grupo de Trabalho de Alto Nível será melhorar o diálogo interministerial. Ele também trabalhará em questões de transição justa e inclusão para descarbonizar a economia. Representantes dos setores público, privado, filantrópico e multilateral também se juntarão ao grupo para discutir questões relacionadas ao clima no G20.

O Fundo Amazônia é administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e visa apoiar projetos de combate ao desmatamento e de promoção da conservação florestal na região amazônica. Foi criado em 2008 e conta com doações de países como Noruega e Alemanha. (Fonte: Agência Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *