Bolsonaro faz viagem à Guiana para ampliar oportunidades de emprego – MercoPress

Bolsonaro está fazendo viagem à Guiana para ampliar oportunidades de emprego

Sábado, 7 de maio de 2022 – 10:27 UTC


A economia da Guiana está entre as que mais crescem no mundo e o Brasil tem interesse em aderir ao processo

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro e seu colega guianense Mohamed Irfan Ali assinaram uma série de acordos de cooperação sobre assistência jurídica mútua em questões civis e criminais em Georgetown.

Os dois líderes também discutiram comércio, investimento, infraestrutura, energia, defesa e segurança, além de questões regionais e globais.

Segundo Bolsonaro, os empresários brasileiros estão interessados ​​em investir no país vizinho. Nas próximas semanas, será realizado um seminário virtual bilateral envolvendo as comunidades empresariais dos dois países, coordenado pelo lado brasileiro pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), com foco em novas oportunidades no setor de petróleo e gás . .

O intercâmbio bilateral entre Brasil e Guiana dobrou nos últimos dois anos, passando de cerca de US$ 58 milhões em 2020 para US$ 118,6 milhões em 2021.

“Tivemos a oportunidade de elaborar e padronizar ainda mais um plano de ação, avançando em quatro áreas”, disse o presidente Irfan Ali em comunicado no Centro de Convenções Arthur Chung.

“Concordamos com uma estrutura prática para avançar em todas essas áreas”, acrescentou.

O presidente Ali explicou também que, no campo da infraestrutura, havia planos para um porto de águas profundas, uma ligação rodoviária entre Linden e Lethem, que ligaria essencialmente a Guiana ao Brasil, uma conexão de fibra ótica, um corredor de energia e uma -zona livre.

Ambos os países também planejam trabalhar juntos em uma estratégia de gás natural que inclua o Suriname, para criar um corredor de energia, que deverá reunir os países para compartilhar energia, com base no entendimento coletivo de suas necessidades e capacidade de fornecimento. Este e outros tópicos foram discutidos em janeiro, quando o presidente Ali se encontrou com o presidente Bolsonaro e o presidente do Suriname Chandrikapersad Santokhi no Suriname.

READ  Agência de Notícias dos Emirados - IRENA O rápido crescimento da economia do hidrogênio sugere uma nova dinâmica de energia

“Espera-se que a equipe elabore um plano sólido para expandir mercados, remover barreiras, como implantar novas tecnologias, fluxo de processos, arranjos institucionais e estabelecer um centro de processamento e reenvio de produtos e produtos agrícolas”, disse o presidente Ali. .

Foi relatado que as receitas do setor devem impulsionar a Guiana para as fileiras dos países mais ricos do Hemisfério Ocidental, aumentando assim o espaço fiscal para o governo investir em iniciativas direcionadas à expansão da economia e à melhoria do bem-estar geral dos cidadãos.

A Guiana e o Brasil estabeleceram relações diplomáticas em 26 de agosto de 1968 e, desde então, os dois países cooperam em áreas como comércio, saúde, agricultura, transporte e questões de segurança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.