Banco do Brasil mira energia 100% renovável até 2025

O Banco do Brasil planeja gerar 100% de sua energia com geração de energia renovável, principalmente solar, até 2025, disse o CEO Fausto Ribeiro durante evento de tecnologia bancária CIAB Febraban.

Atualmente, cerca de 22% da energia elétrica do banco vem de fontes renováveis, disse Ribeiro, falando em um painel com foco em ESG e sustentabilidade.

A inclusão do tema na pauta do tradicional evento fintech demonstra a importância que o ESG vem ganhando no setor.

No início deste ano, o Banco do Brasil definiu uma nova agenda com 10 compromissos de longo prazo, baseados em negócios sustentáveis, investimentos responsáveis ​​e governança geral ambiental, social e corporativa, disse Ribeiro.

Como parte dessa agenda, o banco também quer expandir sua carteira de crédito voltada para a agricultura sustentável para 125 bilhões de riais (US $ 25,2 bilhões) até 2025.

Atualmente, o banco possui cerca de 100 bilhões de riais em linhas de crédito para a agricultura, a maior parte voltada para a agricultura sustentável, por meio do Programa Pronaf e do Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), entre outros.

Ele acrescentou que o Banco do Brasil também está comprometido em atingir 15 bilhões de riais em crédito de energia renovável até 2025 para cada segmento de clientes, ante 5,9 bilhões de riais atualmente.

O banco tem 261 bilhões de reais em sua carteira de crédito verde aprovada pela Sitawi Finanças do Bem, organização sem fins lucrativos com foco na infraestrutura financeira dos setores social e ambiental no Brasil. Esse número representa cerca de 30% do crédito sustentável total do banco, segundo Ribeiro.

Em sua opinião, um dos principais desafios que os bancos enfrentam quando se trata de ESG é promover uma mentalidade de liderança de longo prazo voltada para a sustentabilidade.

READ  Tenho 68 anos, ganho $ 130.000 e adoro viagens ecológicas no Peru, Brasil e África. Quero viajar enquanto posso, mas tenho medo de parar de trabalhar

“Temos que nos preocupar com a formação de nossos líderes, cada vez mais precisamos preparar os líderes que nos sucederão com essa visão.

No geral, a carteira de crédito total do Banco do Brasil, que inclui carteira de crédito classificada, títulos privados e garantias, era de OMR 758 bilhões ao final do 1T121, aumento de 2,2% em relação ao trimestre anterior e 4,5% ano a ano, impulsionado pelo crescimento . Por meio de operações de varejo e agronegócio.

Deste total, a carteira de crédito à agropecuária (crédito mais títulos e garantias) atingiu 199 bilhões de riais (+ 3,6% ano-a-ano), com o crédito rural crescendo 3,2%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *