As principais empresas responsáveis ​​em Portugal

Seguem-se a Delta EDP, que está em segundo lugar (subiu uma posição face aos anos anteriores) e a IKEA, que entra pela primeira vez entre os três primeiros, segundo o ranking Merco Corporate Evaluation, que avalia anualmente as empresas que melhor cumprem os requisitos ambientais. , critérios sociais e de governança (ESG).

O Lidl ocupa o quarto lugar, seguido da Sonae (5.º), Microsoft (6.º), Google (7.º), Vodafone (8.º), Jerónimo Martins (9.º) e Corticeira Amorim (10.º) para completar as dez primeiras posições deste ecrã de benchmark no Espaço Ibérico. .

Em termos de subclassificações ESG (ambiental, social e governança), o Grupo Nabiru (Delta Café) lidera todas as categorias. A EDP ocupa o segundo lugar como empresa mais ambientalmente responsável, seguida pela IKEA. No setor social, a IKEA ocupa o segundo lugar e o Lidl o terceiro. Na categoria Governança, a IKEA voltou a ficar em segundo lugar, enquanto a EDP ficou em terceiro lugar.

“É com muito orgulho que recebemos esta distinção. Alcançar o primeiro lugar, pelo segundo ano consecutivo, no ranking das 100 empresas que melhor responderam aos fatores ESG, reflete o nosso forte compromisso com práticas sustentáveis ​​e responsáveis ​​em todo o valor. cadeia, destacando não “só a qualidade dos nossos produtos, mas também o nosso impacto positivo na sociedade”, afirma Ruy Miguel Nabeiro, CEO do Grupo Nabeiro-Delta Cafés.

Rui Miguel Napiero destaca ainda que “a sustentabilidade está no ADN” do Grupo Napiero. “Trabalhamos constantemente para alinhar o modelo de crescimento com o modelo de sustentabilidade das nossas marcas, a fim de garantir o desenvolvimento sustentável dos negócios. Assim, continuaremos a desempenhar um papel ativo na construção de valor para a sociedade, inovando e inspirando outras empresas a seguirem o mesmo caminho, a fim de contribuir para a construção de um mundo melhor para as gerações futuras.

READ  Covid-19 está aumentando entre os idosos

Empresas mais responsáveis ​​em 30 setores

O ranking identifica ainda empresas líderes em cada um dos setores-chave, como Delta Café (alimentação), Accenture (auditoria e consultoria), Vieira de Almeida Adfojados (advogados), Mercedes-Benz (automóvel), Santander (banca) e Coca-Cola. – Cola (bebidas), IKEA (distribuição e equipamentos domésticos), Decathlon (distribuição especializada), Lidl (distribuição geral), Inditex (distribuição de moda), Renova (farmácias e perfumes), Apple (eletrónica de consumo/TI), EDP (energia ). e utilidades), Neves Almeida (ETT e serviços de recursos humanos), Bial (farmacêutica) e Sociedade Ponto Verde (gestão, valorização e tratamento de resíduos).

Sonai (Holding), Pestana Hotel Group (Hospitalidade e Turismo), Amorim Corticera (Indústria), Microsoft (TI e Software), Brisa – Autostrada de Portugal (Infraestruturas e Construção), Grupo Empresa – SEC – (Media), CU EF (Saúde), Fidelidad (Seguros), Google (Serviços de Internet), Teleperformance (Serviços Profissionais), Siemens (Tecnologia/Industrial), Vodafone (Telecomunicações), CTT – Correios de Portugal (Transporte de Mercadorias e Logística), TAP Air Portugal (Passageiros Transportes) Completa a lista setorial divulgada hoje (31 de janeiro).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *