As empresas de moda brasileiras Arezzo e Soma concordam em fusão

As empresas de moda brasileiras Arezzo e Grupo Soma anunciaram na segunda-feira que concordaram em se fundir para formar uma entidade com receitas de 12 mil milhões de reais (2,42 mil milhões de dólares), controlada em 54 por cento pela Arezzo.

As empresas, que reunirão mais de 2.000 lojas próprias e licenciadas e 34 marcas, escolherão posteriormente o nome da nova empresa, da qual os restantes 46 por cento serão detidos pelos acionistas do Grupo Soma.

A relação de troca estipulada no acordo prevê que os acionistas do Grupo Soma receberão 0,12 novas ações da Arezzo & Co para cada ação da Soma que possuírem.

A nova empresa será liderada por Alexander Berman, atual CEO da Arezzo & Co.

A fusão ocorre no momento em que o setor de moda brasileiro, que inclui Lojas Renner, Guararapes e C&A, tem visto uma concorrência crescente nos últimos anos, com o aumento das taxas de juros e a entrada online da varejista chinesa de fast-fashion Shein no país.

Escrito por Alberto Alirighi Jr. e Stephen Grattan; Editado por Louise Heavens

Saber mais:

A gigante brasileira de calçados Arezzo & Co reporta forte crescimento de receita em 2022

O grupo de calçados e acessórios registrou receitas totais para o ano de 2022 de 5,2 bilhões de riais (US$ 1,01 bilhão), um aumento de 43,5% em relação ao ano anterior.

READ  Bolsonaro enfrenta investigação em meio a escândalo de vacina na Índia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *