A família de Illinois culpa por não ter sido vacinada no obituário após a morte de uma mulher vacinada de COVID-19

o Illinois família de alimentar mulher morreu COVID-19 Ela diz que sua morte poderia ter sido evitada se mais pessoas tivessem sido vacinadas.

Candice Kay Ayers, 66, morreu em 3 de setembro no St. John’s Hospital em Springfield, Illinois, de acordo com o obituário dela.

Ayers foi totalmente vacinada na primavera, mas foi diagnosticada com COVID-19 em 28 de julho, disse sua família Registro de jornal estadual.

Baixe o aplicativo FOX 32 CHICAGO para receber alertas de quebra

A família de Ayers está profundamente triste com a morte dela e queria enviar uma mensagem para aqueles que ainda hesitam em se vacinar.

“Foi precedido pela morte de mais de 4.531.799 pessoas infectadas com COVID-19”, escreveu sua família. “Ela foi vacinada, mas foi infectada por outras pessoas que optaram por não vacinar. O preço foi sua vida.”

Candice Ayers (Família Ayers)

O filho de 36 anos de Ayers, Mark, confirmou a posição da família em uma entrevista à Fox News.

“Queremos responsabilizar cada segmento da população e assumir a responsabilidade pelo que somos hoje”, disse ele.

Mark disse que recebeu mensagens de apoio ao mesmo tempo que recebeu muitas cartas cheias de ódio daqueles que culpam sua mãe pela morte dela.

ASSINAR PARA ATUALIZAÇÕES DE E-MAIL DA FOX 32 NEWS

READ  Novo México registra 3 novas mortes, um adicional de 198 casos COVID-19

Ayers deixa seu marido, Terry, de quase 43 anos, filhos Mark e Amanda, bem como seus cinco netos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *