Vice-presidente brasileiro diz que reforma tributária é chave para a reindustrialização – MercoPress

Vice-presidente do Brasil diz que reforma tributária é chave para a reindustrialização

Quarta-feira, 4 de janeiro de 2023 – 21:16 UTC


Alekhine também disse que o Brasil precisa se tornar o “grande campeão da descarbonização global”.

O vice-presidente do Brasil, Geraldo Alcmene, insistiu na terça-feira que reformular o esquema tributário do país é vital para a reindustrialização da maior economia da América do Sul.

Alcmene fez essas declarações após ser empossado como ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.

No governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, a Agência Brasil explicou que algumas das áreas que a nova agência trataria estavam no âmbito do Ministério da Economia.

Durante a solenidade no Palácio do Planalto, Alcmene falou por cerca de meia hora, listando os desafios da industrialização no país e suas atribuições como ministro que desempenharia além das de vice-presidente.

“Este momento exige de nós um trabalho incansável pela distribuição de trabalho e renda, e pelo apoio à indústria, comércio e setor de serviços”, disse Alkmene. Ele acrescentou que o sucesso do setor produtivo brasileiro passa pela simplificação das regras do sistema tributário para aumentar a competitividade nacional.

“O fortalecimento da nossa indústria passa sempre pela redução do custo do Brasil e melhoria do ambiente de negócios no País. Nesse contexto, a reforma tributária é fundamental”, afirmou Alkmene, ressaltando a necessidade de união do governo. “O esforço para reindustrializar o Brasil, para melhorar ainda mais o nosso agronegócio e toda a zona industrial, para agregar mais valor a ele e para incluir os trabalhadores brasileiros em nossa economia, não são tarefas acidentais, mas o trabalho de todo um governo comprometido com um futuro melhor e mais justo para o nosso povo”.

READ  Após comícios 'violentos', banco central do Brasil deve permanecer vigilante, diz chefe da Reuters

Alcmene argumentou que, após estimular o crescimento econômico do país durante boa parte do século 20, a indústria brasileira começou a perder fôlego na década de 1980, quando representava cerca de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) até chegar ao estágio atual. Em 2021, a produção industrial brasileira respondeu por 11,3% da riqueza gerada no país. Apesar disso, o setor responde por 69% de tudo o que é investido em pesquisa e desenvolvimento no país e cerca de um terço da arrecadação de impostos.

A indústria brasileira precisa urgentemente retomar seu papel, e ampliar sua participação no PIB. Mudanças climáticas perigosas, pós-vírus e guerra na Europa [between Russia and Ukraine] Alkmene aponta a urgência de uma política de reindustrialização alinhada com o setor produtivo, academia, sociedade e comunidade internacional”, destacando o potencial de o Brasil se tornar “o maior campeão da descarbonização global” desde que invista em inovação e pesquisar.

“A agenda da sustentabilidade é prioritária, inclusive para garantir a competitividade do produto nacional no comércio mundial”, disse Alcmene, ao se comprometer a implementar a “Nova Política Industrial Brasileira” em parceria com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

(Fonte: Agência Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *