Um grupo de baleias assassinas ataca e afunda um iate de 50 pés no Estreito de Gibraltar

O Estreito de Gibraltar liga o Oceano Atlântico ao Mar Mediterrâneo.

Um grupo de baleias assassinas atacou e afundou um iate no Estreito de Gibraltar, entre Espanha e Marrocos, confirmaram autoridades à ABC News.

Duas pessoas estavam a bordo do navio quando o acidente ocorreu no domingo, às 9h, horário local, segundo a autoridade marítima espanhola.

O iate de quase 15 metros, chamado The Alboran Cognac, estava a 24 quilômetros de Cabo Ispartel, no Marrocos, quando um número desconhecido de baleias assassinas começou a colidir com ele.

O casal informou as autoridades espanholas e uma equipa de resgate chegou para retirá-los do navio uma hora após o ataque, embora as autoridades não tenham conseguido salvar o barco que afundava.

Houve quase 700 ataques de orcas desde 2020, de acordo com o grupo conservacionista GT Orca Atlantica, e as autoridades acreditam que há mais de 37 orcas no Estreito de Gibraltar.

O Estreito de Gibraltar liga o Oceano Atlântico ao Mar Mediterrâneo e separa a Europa da África.

“Durante o verão e outono de 2020, começaram a ocorrer eventos de interação entre vários exemplares deste tipo e navios, especialmente veleiros, tanto no Estreito de Gibraltar como nas águas da costa galega”, segundo responsáveis ​​do governo espanhol. “Essas interações variaram desde a aproximação constante de navios até colisões com o casco e o leme do navio, causando diversos tipos de danos, que continuam até hoje.”

READ  Menino vietnamita de 10 anos morre após cair em poço de concreto de 35 metros

Não está claro por que as baleias assassinas atacam os barcos, embora os especialistas levantem a hipótese de que os mamíferos marinhos podem atacar os navios por esporte ou porque se sentem ameaçados.

De acordo com um estudo em Conservação biológicaum jornal revisado por pares, descobriu que existem “habilidades avançadas de aprendizagem” nas baleias assassinas.

Em junho de 2023, iates de corrida no Estreito de Gibraltar encontraram um grupo de orcas, disseram os responsáveis ​​da regata na época.

Os tripulantes estavam a bordo de dois iates concorrentes de 65 pés na etapa final da Ocean Race, uma competição global de vela, quando relataram terem sido interceptados por baleias assassinas quando seus barcos se aproximavam do Estreito de Gibraltar.

Nenhuma morte foi relatada no acidente, segundo autoridades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *