Sony, mostre-me o fundo que devolve US$ 400 mil em auxílio ao combate ao coronavírus (COVID-19) no Brasil.

Enquanto o setor audiovisual brasileiro se prepara para voltar a filmar filmes e programas após a pausa devido à pandemia da COVID-19, novas diretrizes de saúde e segurança estão sendo implementadas para evitar uma maior propagação da doença e proteger os envolvidos na produção.

Para aliviar o fardo dos produtores já afetados, Show Me The Fund – uma joint venture entre a Brazilian Content, o programa de promoção de filmes brasileiros Cinema do Brasil e a iniciativa de apoio beneficente de Olga Rabinovich, Projeto Paradiso – se uniu à Sony Pictures Entertainment para fornecer apoio financeiro de aproximadamente US$ 400 mil para 100 produtores independentes brasileiros por meio do Sony Global Relief Fund. Operando sob o nome “De volta às coleções”, os recursos serão distribuídos igualmente entre os produtores selecionados pelo Instituto Brasileiro de Conteúdos Audiovisuais. O valor total concedido deve ser gasto em medidas de saúde e segurança relacionadas à COVID-19.

“A retomada das filmagens é um movimento muito aguardado pelos profissionais da indústria audiovisual nacional, mas é fundamental que seja feita da forma mais segura possível. Esperamos que o Fundo Volta aos Acervos possa apoiar o movimento de volta aos acervos, contribuindo assim para garantir a segurança dos profissionais da indústria.”

As inscrições online para o financiamento abrem em 1º de fevereiro no site Show Me The Fund e durarão três semanas com partidos selecionados anunciados em 1º de março. Todos os projetos elegíveis devem ser registrados na agência cinematográfica brasileira ANCINE e devem começar a ser filmados entre 1º de março e dezembro. 31. 2021. Somente filmes live-action poderão ser inscritos, não serão considerados anúncios, animações ou curtas-metragens. Os produtores selecionados deverão deter a maioria dos direitos de propriedade intelectual da produção elegível e a prioridade será dada a projetos com coprodutores internacionais.

READ  Inauguração de 2021: Uma história anotada de inaugurações, de Sinatra a Gaga

“Temos a missão de manter o bom desempenho da indústria audiovisual e, apesar deste momento crítico da pandemia, não podemos permitir que o setor pare completamente. Com essa ideia em mente”, disse Simone de Mendonça, presidente da do SIAESP (Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo). Pensando nisso, decidimos trabalhar agora no estabelecimento de um protocolo de segurança e saúde para viabilizar financeiramente o retorno aos sets.”, responsável pelo Cinema do Brasil.

Ela também fez questão de reconhecer a contribuição da Sony, dizendo: “É importante destacar a cooperação do setor privado, que reconhece a qualidade da nossa produção, neste gesto de apoio à indústria audiovisual brasileira”.

Fundo Brasileiro - Voltar aos grupos

Fundo Brasileiro – Voltar às Arrecadações
Foto: Julia Dimitru

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *