Sem Neymar, o Brasil está testando suas opções contra a Venezuela

A falta do craque Neymar ou do meio-campista Casemiro para escolher permitiria que o técnico do Brasil, Tite, testasse sua equipe para as eliminatórias da Copa do Mundo de quinta-feira na Venezuela.

Neymar está cumprindo suspensão após receber dois cartões amarelos na partida do Brasil contra o Peru no mês passado e Casemiro está com uma infecção dentária.

Celicão será titular Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva, Guilhem Arana, Fabinho, Gerson, Everton Ribeiro, Lucas Paquette, Gabriel Jesus e Gabriel Barbosa.

Uma vitória em Caracas daria ao Brasil 27 pontos em nove partidas. O técnico do Brasil raramente confirma publicamente sua escalação antes das partidas, mas abriu uma exceção na terça-feira.

A seleção sugere que a evolução do Brasil nas eliminatórias sul-americanas deixa Tite confortável o suficiente para testar novos jogadores e elencos.

“Nossa campanha nos permite estar abertos às oportunidades. Isso não foi possível na campanha da Copa do Mundo de 2018”, disse Tite em entrevista coletiva.

“Tentamos crescer e ter jogadores com características diferentes. Gerson, por exemplo, é diferente de Fred. É tudo uma questão de como vocês se unem”.

Fred tem uma forte parceria defensiva com Casemiro, mas o time faltou talento e passe nas entrelinhas desses dois. Gerson, que é mais do que apenas um jogador, provavelmente será testado nas próximas três partidas do Brasil contra Venezuela, Colômbia e Uruguai.

“O que importa é o equilíbrio”, disse Tite, acrescentando que queria testar jogadores capazes de mais de um trabalho.

“Com Arana na esquerda, por exemplo, teremos duas opções: ou ele vai ser largo ou ele vai construir. Se queremos um quinto jogador na frente, ele nos dá essa opção.”

READ  Quando e onde assistir ARG vs BRA Live Stream Football online e na TV

Os últimos antecessores de Arana não inspiraram os torcedores brasileiros. Renan Lodi cometeu o erro no gol que deu à Argentina o título da Copa América em julho, e Alex Sandro foi criticado por parecer sem DNA ofensivo, uma característica fundamental dos torcedores da Seleção.

Grande parte do foco será no desempenho do Brasil sem Neymar.

Usando o atacante do Paris Saint-Germain Tite e Gabriel Jesus na frente, Paquette costuma jogar como um ala que troca de posição frequentemente com ambos. Contra a Venezuela, o técnico começará com Gabriel Barbosa, que tem atuado principalmente como alvo do Flamengo.

Isso pode significar mais liberdade para o lateral-direito Danilo e especialmente para o lateral-esquerdo Arana, de 24 anos. Também pode significar que o meio-campista Ribeiro, Paquette e Everton, avançará com mais frequência no ataque.

Cesar Sampaio, um dos assessores de Tite, disse que outro julgamento há muito aguardado contra a Venezuela está em andamento.

“Não pudemos usar Fabinho na (mais recente) Copa América. Essa é uma situação que temos duas grandes referências”, disse Sampaio.

“(Casimiro e Fabinho) são jogadores de classe mundial por seu desempenho e por causa dos clubes em que jogam. Casemiro não está disponível desta vez.”

A Venezuela marcou apenas quatro pontos nas eliminatórias da Copa do Mundo e perderá muitos jogadores devido a lesões e pedidos de seus clubes para não viajar para a América do Sul devido aos protocolos do COVID-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.