Santos tem um case positivo de Covid-19 entre os pontos de partida, e o Boca pode ir para a CONMEBOL

O goleiro John e o zagueiro reserva se machucaram e não puderam voltar ao Brasil; Os argentinos se perguntam se o Santos realmente sabe a hora da partida

Depois das disputas em campoE a boca Juniors e Santos Eles agora têm um problema nos bastidores. Dois atletas de peixe O resultado do teste foi positivo para o Covid-19 e os argentinos questionaram se eles haviam se lesionado e, em caso afirmativo, se Alfinegro sabia disso e os mandou para campo da mesma forma.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e experimente o DAZN gratuitamente por um mês!

Na quinta-feira (7), o goleiro João e o zagueiro Leonardo Wagner não puderam retornar ao Brasil Com o resto da delegação santista, depois de um empate com o Boca na noite anterior. Ambos tiveram resultado positivo para o Coronavírus e precisam ficar em Buenos Aires, onde já estão cumprindo o isolamento obrigatório.

A notícia de dois casos do Covid-19 no adversário do meio de semana disparou um alerta no Boca Juniors, rival do Santos, nesta quarta-feira (6), nas semifinais da Libertadores. Os argentinos estão preocupados com a possibilidade de seus atletas serem expostos ao vírus.

Além de questões de saúde, segundo o jornal diário primeiro, O Boca também está se questionando, se os dois realmente se machucaram no dia do confronto, se o Santos sabia disso, e mesmo assim, ele mandou John para o campo e Wagner deixou Leonardo no banco. Nas redes sociais, alguns fãs começaram a fazer a mesma pergunta.

Um dos indícios que pode levar à ideia de que Santos sabia de alguma coisa foi o rompimento que aconteceu no jardim, e não no camarim, como costuma acontecer.

de acordo com TNT Hernan Catilo, os argentinos já cogitam entrar com uma reclamação contra o Santos na CONMEBOL, alegando que o clube sabia da lesão de Wagner a Leonardo e ainda o encaminha para a partida. “O Boca deveria apresentar uma objeção, porque eles acreditam que Santos fez isso de propósito, não indo para o vestiário, porque eles sabem que suas armas deram positivo.”

READ  excitação? Palmeiras vai estampar a frase "empréstimo a negativos" na camisa em jogo clássico contra o Corinthians

Em setembro, o Boca foi encomendado pelo Ministério da Saúde em Paraguai Viajar para o país, Mesmo com casos de Covid em sua equipe E o protocolo da Conmebol para este caso. Naquela época, era liberdadeO adversário dos argentinos, se rebelou contra o caso.

Santos, no entanto, seguia os protocolos estabelecidos para viagens internacionais para que, antes de entrar Argentina, Provou que toda a sua delegação deu negativo para o vírus. Os testes de PCR foram realizados de acordo com o Manual da Conmebol, que pede a apresentação de provas 24 horas antes do início do voo.

Sem poder sair da Argentina, o clube santista fica isolado no hotel onde se hospedou a delegação Pixi, enquanto o clube busca uma solução para trazê-los de volta ao Brasil.

John e Leonardo Wagner já são voyeurs de jogos clássicos São pauloDomingo (10), e por dias A revanche na semifinal da Copa LibertadoresContra o Boca, nesta quarta-feira (13). A alternativa para o goleiro deveria ser João Paulo, enquanto o zagueiro, que não foi utilizado na titularidade pelo Coca, seria uma opção menor no Banco do Peixe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *