Saindo de Chicago e mudando-se para o Brasil: Engenheiro abre centros de câncer

José Rodriguez mudou-se recentemente para o Brasil para ajudar a abrir centros de oncologia.
José Rodríguez

  • José Rodriguez mudou-se de Chicago para o Brasil para abrir centros de oncologia e fortalecer parcerias comerciais.
  • Rodriguez mudou-se para o subúrbio de São Paulo, onde alugou um grande imóvel por US$ 500 mensais.
  • Rodriguez desfruta do custo de vida razoável, da natureza e das oportunidades de emprego do Brasil.

José Rodriguez, 65 anos, quer ajudar a tratar e prevenir o câncer abrindo mais centros de oncologia. A solução para ele? Ele deixou Chicago e se mudou para o Brasil.

Rodriquez, um engenheiro, disse que depois de trabalhar intermitentemente em países como a Venezuela ao longo de sua carreira, Brasil Esse seria um bom próximo passo. Ele espera ajudar pacientes com câncer Na América Latina, ao mesmo tempo que incentiva parcerias comerciais com os Estados Unidos. Ele disse que muitas partes do Brasil não possuem instalações médicas adequadas e, com sua ajuda, mais empresas americanas poderiam intervir.

Muitos americanos estão a mudar-se dos Estados Unidos para países latino-americanos, alegando custos de vida mais baixos, melhores condições meteorológicas e oportunidades de emprego. Algumas pessoas que se mudaram recentemente disseram que conseguiram saldar dívidas e comprar novas casas muito mais baratas do que nos Estados Unidos.

Embora Rodriquez esteja no Brasil há apenas alguns meses, ele espera se estabelecer lá definitivamente e comprar uma casa. Ele disse que o custo de vida é pelo menos 30% mais barato e a moradia também é mais barata. Ele aprecia as belezas naturais e a qualidade de vida do Brasil e adora morar perto de São Paulo, a cidade mais populosa do Brasil, com uma população de mais de 12 milhões.

“Um dos meus objetivos no Brasil é ver como posso ajudar a estabelecer centros de oncologia em muitos lugares porque o Brasil é muito pobre nesse aspecto”, disse Rodriguez. “Se você sair de São Paulo ou de alguma outra cidade grande, a escassez será muito grande.”

Mudando para o Brasil

Rodriguez mudou-se para Chicago depois de crescer em Honduras e formou-se em engenharia pela Universidade de Illinois. Depois disso, ele passou décadas em Nova Orleans e Huntsville, Alabama, trabalhando na indústria da aviação.

Rodriguez veio ao Brasil pela primeira vez em 1996, visitando a cidade de Goiânia, na região centro-oeste do país.

“Adorei o estilo de vida brasileiro. É relaxante, adoro a natureza e, para mim, era o lugar perfeito para estar”, disse Rodriguez. “Mas meu trabalho me manteve ocupado e só voltei ao Brasil no ano passado.”

No final da década de 1990, um amigo o abordou para ajudar a abrir centros de oncologia na Venezuela, e ele aplicou sua experiência com aceleradores lineares – frequentemente usados ​​em radioterapia por feixe externo para pacientes. Para ajudar a preparar o tratamento equipamento. Ele andou de um lado para o outro durante três anos para administrar uma clínica e, por fim, montou um centro em Caracas com equipamentos modernos e serviços psicológicos e nutricionais gratuitos. Ele abriu outro cinco anos depois, em 2008.

Originalmente, ele queria criar uma companhia de seguros oncológica dedicada a ajudar famílias em países como a Venezuela, mas a crise política e económica do país levou-o a procurar outro lugar. Durante esse período, ele também ajudou estudantes latino-americanos em Chicago a obter oportunidades de faculdade e carreira.

Depois de perceber como algumas das empresas com as quais trabalhou estavam começando a fazer mais negócios no Brasil – e refletir sobre suas viagens na década de 1990Ele observou que poderia usar seus conhecimentos de engenharia para preencher o que considerava uma lacuna na cooperação entre os Estados Unidos e o Brasil. Ele imaginou se mudar para o Brasil para ajudar a abrir centros de oncologia em todo o país, ensinando inglês, matemática e química às crianças em seu tempo livre. Ele disse que espera ensinar o futuro presidente do Brasil.

Ele também fez parceria com algumas empresas de energia sediadas em Chicago para ajudá-las a se conectar com empresas no Brasil para estabelecer laços mais estreitos com a indústria.

“Gostaria que os empresários americanos fizessem mais negócios com o Brasil porque há muitas oportunidades, e me entristece não ver mais americanos fazendo negócios aqui”, disse Rodriguez.

Rodriguez mudou-se temporariamente para o Brasil há mais de três meses, na esperança de mudar-se para lá permanentemente, apesar de ter que ir e voltar com os Estados Unidos.

Morar em São Paulo

No Brasil, as pessoas podem comprar da classe média à classe alta, disse Rodriguez casa Por US$ 100.000. Uma casa grande e moderna no Brasil pode custar cerca de US$ 200 mil, em comparação com mais de US$ 650 mil nos Estados Unidos, disse ele. Ele disse que os impostos habitacionais no Brasil são muito mais baixos do que nos Estados Unidos.

Ele aluga sua casa por US$ 500 por mês e fica a poucos passos de muita natureza. Ele disse que sua casa é um chakra, ou propriedade, localizada na periferia de uma cidade próxima a terras agrícolas. A eletricidade custa apenas cerca de US$ 25 por mês, disse ele, enquanto a internet custa US$ 20. Seu amigo do centro da cidade paga cerca de US$ 650 por mês Em dólares americanos.

Para uma casa semelhante na área de Chicago, os moradores precisariam olhar mais para os subúrbios, disse ele. Ele espera comprar uma casa no Brasil Durante os próximos meses.

Ele disse que a qualidade da produção é melhor e muito mais barata no Brasil e disse que alguns de seus amigos têm pequenas fazendas em suas propriedades. O clima tornou-se mais consistente e mais quente, com menos tempestades ou secas, embora ele tenha dito que a chuva está caindo com mais frequência.

Algumas coisas custam muito mais caro no Brasil do que nos Estados Unidos, como papel toalha, Pode custar US$ 4 por rolo, disse ele. Ele também disse que o trânsito está “horrível” em São Paulo, ainda mais do que em Chicago.

Ele disse que poderá se mudar para o estado do Rio Grande do Sul, no sul do país, na fronteira com o Uruguai. Ele disse que estava ajudando uma empresa de Chicago a trabalhar em um novo porto em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Rodriguez enfatizou isso A economia do Brasil está crescendo Com os investimentos na indústria aumentando rapidamente, mais americanos deveriam procurar redirecionar seus esforços para trabalhar com empresas brasileiras – ou mudar-se eles próprios para o Brasil.

Você recentemente trocou os Estados Unidos por um novo país? Entre em contato com este repórter em [email protected].

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *