Ronaldo torce para a França na Copa do Mundo

O ex-astro brasileiro Ronaldo disse que não pode ficar atrás da grande rival esportiva de seu país, a Argentina, na Copa do Mundo, e apoia a França como a “grande favorita” para manter o título.

Lionel Messi provavelmente terá uma última chance de erguer o único troféu importante que falta em sua coleção, mas Ronaldo não estará torcendo pelo sul-americano na semifinal de terça-feira contra a Croácia.

Ronaldo disse: “Não vou ser hipócrita e dizer que ficarei feliz pela Argentina” se vencer a Copa do Mundo. “Mas eu vejo o futebol como romântico. Eu apreciaria qualquer herói.”

Leia também: Os favoritos franceses, mas Marrocos está ansioso por outro nocaute

“Desde o início, sempre esperei que Brasil e França estivessem na final”, disse o bicampeão mundial à mídia, incluindo a AFP, em uma mesa redonda em Doha.

“O Brasil não existe mais. Mas a França, jogo a jogo, está consolidando sua posição como favorita e ainda a vejo como a grande favorita.”

Ronaldo, que marcou os dois gols na final da Copa do Mundo de 2002 contra a Alemanha, espera que a França vença o surpreendente Marrocos nas semifinais na quarta-feira.

“Gostaria muito (que o Marrocos ganhasse), mas não acho que eles vão ganhar”, disse o bicampeão da Bola de Ouro. “Acho que a França tem um time muito forte, seja na defesa, ataque ou meio-campo.”

Ronaldo ficou particularmente impressionado com Kylian Mbappé, artilheiro do torneio no Catar com cinco gols.

Ronaldo, que espera que Mbappé, de 23 anos, quebre muitos recordes, disse: “Ele sabe como usar suas habilidades, como avançar mais rápido que os outros. Ele as usa para dar assistências ou marcar”.

“Ele tem tempo e habilidade, tem sede e talento para conquistar tudo, com certeza.”

Ronaldo elogiou o desempenho do Marrocos depois que o Atlas Lions se tornou o primeiro time africano a chegar às semifinais da Copa do Mundo e o primeiro time árabe a fazê-lo.

“É uma grande história do futebol que uma seleção africana tenha chegado às semifinais da Copa do Mundo”, disse ele. “Vi as reações em Marrocos, o que o futebol nos dá é muito bonito.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *