Portugal esmaga Luxemburgo com uma vitória recorde por 9-0 sem o castigado Ronaldo. Drone atrasa Armênia e Croácia

Portugal não precisava de Cristiano Ronaldo para registar a sua maior vitória de sempre num jogo oficial.

A esmagadora vitória por 9 a 0 sobre Luxemburgo nas eliminatórias para o Campeonato Europeu, na segunda-feira, foi alcançada sem Ronaldo, suspenso devido ao acúmulo de cartões amarelos em partidas anteriores do Grupo Dez.

Na ausência do pentacampeão mundial e melhor marcador de sempre em jogos internacionais masculinos, Gonçalo Ramos, Gonçalo Inácio e Diogo Jota marcaram dois golos, além dos tentos de Ricardo Horta, Bruno Fernandes e João Félix no Algarve.

Ronaldo, de 38 anos, desperdiçou uma grande oportunidade de somar aos 123 golos internacionais, mas haverá mais quatro oportunidades num grupo que Portugal domina com seis vitórias consecutivas. Nenhum outro time teve tantas vitórias nos playoffs.

A equipa de Roberto Martinez manteve-se cinco pontos à frente da Eslováquia e oito pontos à frente do Luxemburgo. As duas melhores equipes de cada grupo se classificam automaticamente.

Ramos marcou dois dos três primeiros golos da equipa como substituto de Ronaldo, função em que se destaca.

Ele fez isso principalmente na Copa do Mundo do ano passado, no Catar, quando – em uma grande decisão do técnico Fernando Santos – Ronaldo foi colocado no banco de reservas para a partida contra a Suíça nas oitavas de final.

Ramos marcou três gols naquela partida, anunciando-se ao mundo do futebol. Desde então, ele transferiu-se do Benfica para o Paris Saint-Germain e pode ser o substituto de longo prazo de Ronaldo, que agora joga na Arábia Saudita, numa equipa de Portugal que quase certamente se dirige para o Euro 2024.

A vitória da Alemanha por 13-0 sobre San Marino em 2006 continua a ser a maior vitória de sempre nas eliminatórias para o Campeonato da Europa.

READ  Atletismo - O americano Ullman sorri após ganhar disco de ouro

Nas outras partidas do grupo, a Eslováquia venceu o Liechtenstein por 3 a 0 e a Islândia venceu a Bósnia e Herzegovina por 1 a 0.

Atraso do drone

No Grupo D, a vitória da Croácia sobre a Arménia, por 1-0, em Yerevan, foi atrasada cerca de 70 segundos na primeira parte, quando um drone transportando a bandeira de Nagorno-Karabakh, uma região separatista habitada pela Arménia no Azerbaijão, sobrevoou o campo sob aplausos. Muitos torcedores do time local aplaudiram, segundo imagens postadas nas redes sociais.

O incidente ocorre no meio de tensões crescentes entre a Arménia e o Azerbaijão, quando os legisladores da região – que os arménios chamam de Artsakh – votaram para eleger um novo presidente separatista no sábado, numa medida fortemente condenada pelas autoridades do Azerbaijão.

Isto deverá levar a um processo disciplinar por parte da UEFA, por se tratar de uma declaração política num jogo.

Em 2014, um drone com uma bandeira política voou para o estádio onde a Albânia e a Sérvia disputavam as eliminatórias do Campeonato da Europa em Belgrado, provocando confrontos entre jogadores. Os torcedores sérvios também atacaram membros da seleção albanesa e jogaram bombas incendiárias no campo.

Essa partida foi abandonada e a Sérvia obteve inicialmente uma vitória por 3-0 para a UEFA. O Tribunal Arbitral do Esporte anulou a pena.

Croácia está avançando

O gol madrugador de Andrej Kramaric selou a vitória da Croácia, que levou os semifinalistas da Copa do Mundo ao primeiro lugar do grupo.

O atacante marcou no poste mais distante após cobrança de escanteio aos 13 minutos de Luka Modric, que colidiu com um jogador armênio e foi direto para Kramaric, que mandou o pé e desviou para o gol. O gol foi anulado por impedimento, apresentado pelo zagueiro croata. Josko Gvardiol também recebeu um toque.

READ  Copa do Mundo de Rugby 2023: Como assistir Nova Zelândia x Argentina e África do Sul x Inglaterra | Últimas notícias sobre rugby

Depois de iniciar o Grupo D com um decepcionante empate em 1 a 1 em casa com o País de Gales, a Croácia venceu três partidas consecutivas e superou a Turquia no saldo de gols, após ter disputado uma partida a menos.

O País de Gales venceu a Letónia por 2-0 graças aos golos de Aaron Ramsey e David Brooks e juntou-se à Arménia com sete pontos, três pontos atrás da Croácia e da Turquia.

___

Steve Douglas está em https://twitter.com/sdouglas80

___

Futebol AP: https://apnews.com/hub/soccer

Direitos autorais 2024 da Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *