O paulista Thiago Volpe critica a arbitragem e reclama do adversário: “Grimo não joga” | São paulo

Thiago Volpe, de São paulo, Criticou o estilo de jogo do árbitro e do Grêmio após ser eliminado nas semifinais da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Morumbi.

Logo após o apito final, os tricolor paulistas e o técnico Fernando Deniz cercaram os árbitros no meio de campo para reclamar da prorrogação concedida no segundo tempo. Na confusão, Denise e Trellis são despedidos.

– O que dificulta é o que o Grêmio sempre faz, não jogar, tem sempre um jogador que cai no chão e o goleiro que demora 50 segundos para chutar o gol. Nós avisamos você. Durante o intervalo, dissemos a Bruno: “Os jogadores querem atrasar o jogo, queremos acelerar.” E foi isso que aconteceu: a vontade de apressar e cair dos homens – disse Volpi.

-A única coisa que falamos (para julgar) é o tempo, se deu 10, 12 minutos, que ele tinha que dar, e a gente perde, calma, mas para recuperar o tempo perdido, isso é exasperação. Mas não dá, acabou e não vai mais voltar, então ele levanta a cabeça, está o brasileiro na frente dele, o que aumenta a nossa pressão pelo título, porque o futebol que estávamos jogando, que foi mostrado, nos deixa frustrados. , Por estar nas semifinais da Copa do Brasil – acrescentou.

Jogadores paulistas vão ao árbitro para exigir prorrogação

Fernando Deniz é demitido após eliminação do São Paulo do Grêmio – Foto: Marcus Riboli

No jogo de ida, o São Paulo foi derrotado por 1 a 0 e precisava vencer por pelo menos um gols de diferença para levar a partida para a disputa de pênaltis. Porém, a equipe conseguiu fazer pouco e não saiu de um empate sem gols.

O Tricolor agora está voltando suas atenções para o campeonato brasileiro. Na liderança do campeonato, com uma vitória por 56 pontos – sete a mais que o vice-capitão Atlético-MG – o time depende apenas de você para ser o campeão.

A próxima partida do Brasil será no dia 6 de janeiro, contra o Red Bull Bragantino, às 21h30, em Bragança Paulista.

READ  Sol, Mar e Sardinhas - Residente em Portugal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *