O documentário mostrará a história da criação da Panair do Brasil e de sua proprietária

O legado de um dos mais importantes empresários da história nacional foi transformado em documentário de longa-metragem.

“Mario Wallace Simonsen entre a memória e a história”, dirigido por Ricardo Pinto e Silva, é uma iniciativa inédita para transmitir ao público os factos e acontecimentos que fizeram do personagem-título um dos homens mais ricos do país nas décadas de 1950 e 1960, bem como aqueles que provocaram a sua rápida evolução económica e prosperidade financeira. Desça. Morte durante a era da ditadura militar.

Com duração de 110 minutos, a produção, que inclui depoimentos e imagens de arquivo inéditas, foi lançada nas plataformas NOW, Looke, VivoPlay e OiPlay. Em junho, também entrará na programação do Canal Brasil.

“Tivemos o entusiasmo e a responsabilidade de realizar pesquisas documentais aprofundadas e ouvir diferentes lados.”destaca o diretor. “O objetivo do filme é contribuir para restabelecer a verdade histórica sobre Simonsen, que foi difamado e deliberadamente apagado, e perpetuá-la para as gerações atuais e futuras.”

O documentário narra as origens de Simonsen e como ele construiu seu grupo de mais de 30 empresas, incluindo a lendária companhia aérea Panair do Brasil, a pioneira TV Excelsior, o Serva-se (o primeiro supermercado do Brasil) e a Wasim (uma trading com escritórios no Brasil) . 53 países) e Comal – Companhia Comercial Paulista de Café (maior empresa brasileira do setor, numa época em que os grãos ainda representavam dois terços das exportações nacionais).

A produção foca então nos ataques devastadores e incrivelmente rápidos que derrubaram o empresário, logo após o golpe civil-militar de 1964. Gigantes como Paneer e Komal foram simplesmente colocados fora do mercado e fechados, sem aviso prévio ou direito de defesa.

Com seus bens pessoais sequestrados, o próprio Simonsen morreu aos 56 anos – ele acabara de sofrer o choque da morte de sua esposa e havia se exilado autoimposto em Orgval, na França. Ao investigar os motivos dessa perseguição, a equipe de filmagem chegou a conclusões perturbadoras, que estão entre os destaques do roteiro.

READ  Cúpula do G20 2023: Presidente brasileiro Lula da Silva revela que seu filme indiano favorito é ‘RRR’; SS Rajamouli responde

Uma das fontes mais importantes é a filha da personagem, Marilou Simonsen, que nunca havia falado a fundo sobre o assunto.

“Eu e meus irmãos sofremos muito quando tudo aconteceu. Naquela época eu era muito jovem e tinha nojo. Mas com o passar dos anos percebi que esconder esse tipo de sentimento ia contra tudo que meu pai me ensinou. A semente ele que nos foi passado foi o amor, e antes de tudo, o amor ao Brasil.”“, diz Marilou. “Ele mereceu esse reconhecimento. Sou muito grato a todos os envolvidos neste documentário. Além de fazer justiça ao meu pai, o filme também serve como um alerta de que algo assim nunca mais acontecerá com ninguém.”

Para implementar o projeto, Pinto e Silva nomeou uma equipa especializada. O jornalista Daniel Leib Sasaki, autor do livro “Aterragem Forçada” sobre a destruição de Paneer, pesquisou, preparou entrevistas e contribuiu no roteiro ao lado do diretor.

A fotografia foi feita por M Teriya R, com quem o diretor já trabalhou em outro longa-metragem. A música original foi supervisionada por Ricardo Severo, que tem uma vasta experiência na área do audiovisual e do teatro.

A equipe vasculhou os acervos, estudou milhares de documentos e entrevistou pessoas que conheciam o empresário, pessoal ou profissionalmente. Por exemplo, artistas como Tarcisio Mera, Gloria Menezes e Pepe Ferreira, e autores e executivos como Lauro César Muniz e Boni e Alvaro de Moya, ajudaram a contar a história da Excelsior.

Rodolfo da Rocha Miranda, filho de Celso da Rocha Miranda, sócio de Simonsen na Panier, também participou.

“Foi um negócio que os dois investiram juntos. A Panair era a mais importante companhia aérea brasileira, com operações em quatro continentes, os aeroportos, a infraestrutura de comunicações da aviação e a melhor oficina de motores. Papa e Su Mario foram muito ousados: eles completamente nacionalizou aquela empresa, anteriormente associada à Pan American, que dominava a aviação mundial.-Importa. No total, a equipe fotografou 41 entrevistados.

READ  Brasil e Argentina: como e onde assistir - Times, TV, Online

Além de ser exibido sob demanda em diversos dispositivos e na televisão, o filme de Mario Wallace Simonsen, Entre Memória e História, terá lançamento em DVD futuramente. O início da comercialização será anunciado em breve.

rua: Panayer do Brasil

Gostaria de receber nossas novidades diretamente? Clique aqui E faça parte do nosso grupo no Whatsapp ou Telegram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *