O diretor de cinema fala sobre sua experiência em Gaza: ‘temos uma missão agora’

Thais Souza
[email protected]

São Paulo – Autor GazaO diretor Gary Cain, o documentário que deu início ao lançamento do Festival de Cinema Árabe em Casa 2020, discute como suas experiências na Palestina mudaram sua vida. O longa-metragem é uma rica descrição da vida cotidiana das pessoas que vivem e resistem na Faixa de Gaza, a terra palestina que luta sob o cerco e os conflitos israelenses. Não se pode sair de Gaza e voltar para casa sem (…) agradecer pelo que temos. Isso me deu um foco que nunca vou perder. O irlandês disse durante uma conversa pela internet no festival na sexta-feira (11): “Estou em contato com Gaza todos os dias e estamos coletando doações o tempo todo para instituições de caridade”. independentemente Plataforma até 13 de setembro, e de 31 de agosto a 27 de setembro em SESC digital local na rede Internet.

Gaza (Captura de tela acima) Para o Festival de Cinema de Sundance 2019. O filme estreou em 2019, mas foi filmado anos antes, e o diretor está em contato com os palestinos desde então. “Vemos que as pequenas coisas que fazemos fazem a diferença, e com certeza fazemos. Seja isso, sabe, junte alguns milhares e veja fotos de cestas de frutas sendo entregues (…). Depois de Covid, estamos organizando desinfetantes e máscaras (…) “Você pode fazer coisas, todos podem fazer coisas. Temos uma missão agora, uma missão que irá para os nossos túmulos. Lutar por … e esse filme foi só o começo.”

Junto com Kane na conversa está Arlene Clemesha, professora de História Árabe Contemporânea da Universidade de São Paulo (USP) e ex-representante da sociedade civil brasileira na Rede Internacional da Palestina das Nações Unidas (UN-CIPE). O moderador foi Diogo Berceto, jornalista do jornal Jornal Especialista no mundo árabe e autora de livro Orientalíssimo Artigos

O jornalista Diogo Bercito (à esquerda) moderou a conversa com Arlene Klemisha e o diretor Gary Kane (na parte inferior da tela).

Klimecha disse que a importância do filme deriva de sua representação da região como algo diferente de uma área de conflito perpétuo. “Essa caracterização como zona de conflito é criada de fora, olhando para dentro. Essa não é a realidade dessas pessoas, não é assim que elas se vêem ou como a história retrata essa área. Na verdade, há muito mais do que isso. desumaniza as pessoas que lá vivem. “É parte do processo de dominação. É um processo complexo que o filme de Gary permite desmontar.”

Bercito mencionou a filmagem do filme para Seashore. A ideia de que a faixa está ligada ao mar, à pesca, mas também à diversão. A ideia de que o oceano é o único horizonte para muitos residentes. ”Kane observou que o mar é importante para os habitantes de Gaza:“ Temos feito muito trabalho com as pessoas ao longo do mar. Fizemos muitas filmagens no mar, no fundo do mar ou no mar, porque sentimos que isso era muito poderoso. Uma das coisas mais tristes para nós, como observadores, assim como cineastas, foi quando estávamos lá, 2015, filmamos muitas cenas de praia em 2015. Todas as noites, você descia e Gaza inteira estava na praia. Eles “rezam na praia, festejam na praia, cantam e dançam. Era um lugar tão agradável”.

“Foi triste em 2018, por causa da falta de energia elétrica e de todas as estações de tratamento de esgoto fechando, e todo o nível da água sendo poluído, as pessoas tiveram que parar de nadar no mar e parar de ir à praia. tragédia. Gradualmente, é um lugar com 2 milhões de pessoas. Eles não podem mais suportar esse bloqueio. ”Gary Kane disse:“ O mar é o único lugar onde eles não podem ver a fronteira e não podem ver que estão presos ”.

O Instituto da Cultura Árabe (ICArabe) é o anfitrião do Arab World Film Festival, co-organizado pelo SESC São Paulo e patrocinado pelo Instituto da Cultura Árabe. Câmara de Comércio Árabe Brasileira (ABCC), com apoio do Instituto do Sono e da Federação das Associações Islâmicas do Brasil (Fambras).

Você pode ver a conversa completa aqui (perguntas em português e respostas em inglês):

Traduzido por Gabriel Pomeran Blume

Filme estático

Captura de tela / canal ICArabe no YouTube

READ  ICARO ™ faz parceria com NZN para conteúdo premium de mais de 50 milhões de usuários com a TIM Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.