Novo tanque de guerra russo T-14 Armata estreia na Ucrânia – RIA

(Reuters) – A Rússia começou a usar seus novos tanques de batalha T-14 Armata para disparar contra posições ucranianas, “mas ainda não participou de operações de ataque direto”, informou a agência de notícias RIA nesta terça-feira, citando uma fonte próxima. Tema.

A RIA disse que os tanques receberam proteção adicional em seus lados e que suas tripulações passaram por “coordenação de combate” em campos de treinamento na Ucrânia.

O tanque T-14 tem uma torre desabitada, com a tripulação controlando remotamente o armamento a partir de uma “cápsula blindada isolada localizada na frente do casco”.

A agência de notícias RIA informou que a velocidade máxima dos tanques na rodovia é de 80 quilômetros por hora.

Em janeiro, a inteligência militar britânica informou que as forças russas na Ucrânia estavam relutantes em aceitar o primeiro lote de tanques devido às suas “más condições”.

Ele também disse que qualquer implantação do T-14 provavelmente seria uma “decisão arriscada” para a Rússia e feita principalmente para fins de propaganda.

“É provável que a produção seja de apenas dez, enquanto os comandantes provavelmente não confiarão no veículo em combate”, disse o Exército Britânico.

Após onze anos de desenvolvimento, o programa enfrentou atrasos, redução planejada da frota e relatos de problemas de fabricação.

O Kremlin encomendou 2.300 tanques – revelados pela primeira vez em 2015 – até 2020, mas depois foi estendido para 2025, de acordo com relatos da mídia russa.

A agência de notícias Interfax informou em dezembro de 2021 que o grupo estatal Rostec havia iniciado a produção de cerca de 40 tanques, com entregas previstas para depois de 2023.

READ  O número de refugiados ucranianos ultrapassou um milhão; Os russos estão bloqueando os portos

(Reportagem de Lydia Kelly, de Melbourne); Edição de Simon Cameron Moore

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *