New Castle adquire 1,6 GW de capacidade de energia no Brasil

Nova Fortaleza Energy Inc. (NFE) Acordo para adquirir 1,6 gigawatts de capacidade de energia da Ceiba Energy no Brasil, que a concessionária de gás e energia dos EUA planeja conectar à infraestrutura existente de gás natural liquefeito (GNL) no país sul-americano.

Ao transferir o chamado contrato de capacidade de reserva (PPA) para a NFE, a subsidiária Ceiba da Denham Capital Management LP está se preparando para adquirir uma participação preferencial conversível Série A na NFE. Também assumirá “certas responsabilidades de uma subsidiária da Ceiba Energy” como parte do acordo, disse a NFE num recente comunicado de imprensa.

A NFE planeja fornecer gás para a capacidade de geração de eletricidade adquirida a partir de seus dois terminais de GNL nas cidades de Barcarena, perto da costa norte do Brasil, e Garova, perto da costa sul do país.

“A NFE pretende aproveitar a infraestrutura existente em Barcarena para expandir estrategicamente o seu parque energético em 1,2 GW, com data prevista de operações comerciais para a expansão em 2026”, refere o comunicado. “O desenvolvimento original de 630 MW da NFE em Barcarena permanece dentro do cronograma para operação comercial no terceiro trimestre de 2025.”

“A NFE planeja transferir os 0,4 GW restantes do PPA para outro ativo de geração de energia conectado à sua planta TGS”, acrescentou a NFE, observando que os clientes de energia que assinam os três gigawatts de capacidade de energia da TGS estão enfrentando uma escassez de gás natural.

“Ao utilizar a sua base de ativos existente, a NFE espera reduzir custos e gerar produtividade e lucros adicionais nas suas fábricas”, afirmou a empresa.

A NFE espera que a transação seja concluída em março de 2024 e espera que os fluxos de caixa relacionados à aquisição comecem já em julho de 2026. “Seguindo as condições habituais de fechamento, incluindo a aprovação regulatória para a transferência do PPA no Brasil, o PPA contribuirá para a capacidade da Empresa pagamentos de US$ 280 milhões por ano durante o prazo do contrato de 15 anos, disse a NFE.

READ  Richarlison chorou no banco depois que o atacante do Tottenham errou o banco antes de ser substituído na goleada do Brasil por 5 a 1 sobre a Bolívia.

“Estamos muito satisfeitos por expandir nossos negócios no Brasil e fortalecer a NFE como fornecedor líder de energia limpa e confiável para uma das economias de crescimento mais rápido do mundo”, disse Wes Eddins, presidente e CEO da NFE, em comunicado.

“Com a aquisição atual do PortoCem PPA, adicionamos um ativo contratado de longo prazo que complementa enormemente nossa presença no Brasil”, acrescentou o Diretor Geral da NFE, Andrew Deti.

“Isto está alinhado com a nossa estratégia de integração vertical e otimização dos nossos ativos, num esforço para aumentar o valor para os acionistas no longo prazo”, acrescentou Deti.

“Esta transação permitirá que o mercado energético brasileiro se beneficie de uma reserva de capacidade limpa consistente com a meta declarada do país de fornecer capacidade energética confiável que apoie recursos energéticos renováveis”, comentou Emilio Vicens, CEO da SEPA.

“O que também é importante é que este acordo permitirá à Ceiba Energy desenvolver ainda mais o seu centro de importação de energia de GNL no estado do Ceará.”

Para entrar em contato com o autor, envie um e-mail para [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *