“Melancolia” e “alegria de viver” portuguesas fascinam turistas alemães

“111 Orte in Porto die man gesehen haben muss” (“111 Lugares para Visitar no Porto”) é o terceiro livro da coleção do escritor e jornalista alemão, depois de duas obras sobre as regiões do Algarve e do Alentejo.

“Os três títulos mostram aos leitores e viajantes três regiões muito diferentes de Portugal. São 333 locais contendo 333 'histórias', 333 dicas de atividades e 333 fotografias. É uma obra que fala da grandeza de Portugal com os seus tesouros”, disse Catarina Ponciano, que vive na zona de Portimão desde 1999. cultural e patrimonial.”

A ex-chef alemã nascida em Bielefeld admite que não sente falta da vida no seu país natal.

“Encontrei a minha alma, o meu coração, os meus amigos e o meu amor aqui em Portugal, por isso vou ficar”, admitiu.

Além dos três guias de viagem, Catherine Ponciano já publicou um ensaio poético sobre Fernando Pessoa e dois livros de ficção política que tratam dos acontecimentos pós-revolucionários do 25 de Abril de 1974, um dos quais já premiado.

A ideia de escrever o Guia do Porto, atualmente publicado pela editora Emmons Verlag, em Colónia, surgiu depois de uma equipa de televisão alemã preparar vários documentários sobre a cultura e identidade local.

“Conheci bem a grande cidade da Invicta e apaixonei-me por ela”, disse, destacando o desenvolvimento social, cultural, político, artístico e económico que o livro tenta retratar, mostrando “algo mais sobre o Porto e a cidade da Invicta.” A gente do Porto.”

Catherine Ponciano já tem mais dois livros programados para serem publicados. Em setembro de 2024 estará à venda um retrato literário da fadista Amália Rodriguez. Em fevereiro de 2025, a escritora lança um ensaio literário sobre a vida e obra da poetisa Florbella Espanca.

READ  Portugal: Sindicato dos Jornalistas Portugueses convoca greve nacional no dia 14 de março

“Todos os meus livros são dirigidos a leitores e viajantes que buscam a pureza, a autenticidade, o mistério das viagens e a aventura de encontrar outras formas de ser, viver, comer, pensar e sentir.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *