Khalil em Roda Viva: “Bolsonaro cometeu muitos erros na epidemia” – política

O prefeito lamentou o comportamento do governo federal na COVID-19 (Foto: Reproduo / TV Cultura)

Convidado do programa A roda da vida Nesta segunda-feira (30/11), na Prefeitura de Belo Horizonte, Alexander Khalil A Diretoria de Segurança Pública criticou o trabalho do presidente Jair Bolsonaro (Sem festa) na nova epidemia de coronavírus.

“O presidente Bolsonaro cometeu tantos erros na pandemia. Por que ele cometeu tantos erros? Vamos ser muito honestos. Ele injetou dinheiro na pandemia. Negar a pandemia foi boca a boca. Foi grátis. Não custou nada. Então, a coisa mais difícil de fazer, ele fez”, disse Khalil. “Não foi salvo na epidemia. Se ele não tivesse negado, ele teria gasto metade do que gastou. Se ele tivesse liderado a nação, teria gasto metade do que gastou. “
O Presidente da República é um líder, queira ou não. Já disse que não preciso dele como amigo, preciso me dar dinheiro para saúde, educação e infraestrutura. Na época da reconstrução da cidade (depois das chuvas de janeiro), custou 200 milhões de reais e repassou ao governo federal 7 milhões de reais. É para isso que preciso, já tenho meus amigos cervejeiros. O prefeito acrescentou que nos faltou a liderança que vemos na Europa, o primeiro-ministro que fala, o presidente que fala, o líder que nos orienta.

Khalil também expressou preocupação com os conselhos municipais em cidades menores de Minas Gerais, no contexto de falta de liderança durante a pandemia. O prefeito da capital mineira destacou a questão da vacina, pois há uma “guerra imunológica” entre São Paulo com a Corona e o governo federal.

Quando o Supremo Tribunal Federal disser: “Prefeito, o problema é seu.” Então a bolha de Belo Horizonte é uma cidade forte, deixa comigo. E a Prefeitura de Igarab? E a Prefeitura de Matip? E a Prefeitura e concluíram com: “Machakales? Estou falando de cidades pequenas em Minas Gerais. Como está meu problema? O espasmo na fala foi a pior coisa que aconteceu. A coisa mais difícil de fazer. Agora com a vacina vem o mesmo. ”

READ  Transporte de pacientes amazonenses para outros países | Amazonas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *