Juízo misto decide que Wilson Witzel e família devem deixar o casarão das Laranjeiras

RIO – Juízo criado por juízes e deputados para julgar o julgamento do governador cessante Wilson Witzel decidiu, nesta quinta-feira, que ele e sua família terão que se ausentar Palácio das Laranjeiras. Houve 6 votos a favor e 4 contra a proposta do relator da operação, senhor Faldik Carneiro (Partido Trabalhista). Foi anunciado que o veredicto seria emitido na próxima semana, antes do prazo final. A partir da publicação, terá início um prazo de 10 dias para desocupação do palácio, residência oficial do Governador, e de 20 dias para apresentação da defesa de Witzel. O tribunal também decidiu O processo de demissão continua e corte de salário de Witzel.

“Eu não fiz direito.”: Witzel diz que foi rápido em revelar seu desejo de se tornar presidente, mas não desistiu do sonho

– Caso seja destituído do cargo de Governador do Estado do Rio de Janeiro, por decisão deste Juizado Especial, o mais privilegiado Sr. Wilson José Witzel, ora denunciado, não cumprirá as condições de uso, de forma justificada, nos termos da lei, do Palácio das Laranjeiras como residência própria – sugeriu Waldeck Carneiro.

Witzel mora com sua esposa Helena e seus três filhos na mansão, um prédio histórico de 5.000 metros quadrados, meio residencial, no segundo andar. A área externa é de 25 mil metros quadrados.

A sociedade espera uma resposta:O presidente TJ diz que não aceitará “procrastinação” no julgamento final

A procuradora Anna Teresa Basilio protestou contra a proposta de desocupação do palácio, mas sem sucesso, e a matéria foi colocada em votação pelo Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio de Melo Tavares.

Há uma decisão explícita dos sírios pela Verdade e Justiça que permite ao governador ficar no Palácio das Laranjeiras, e essa questão não é objeto da atual – argumentou Anna Teresa.

READ  G20: Brasil ofereceu compartilhar experiência de acesso à energia

E das vozes correspondentes ao deputado Alexandre Freitas (Novo):

R: Eu sou a favor, se dependesse de mim então não haveria. Mas não vejo essa possibilidade na legislação.

Veja como foi a votação

Favor

Vice Faldick Carneiro (PT)

Juiz José Carlos Maldonado

Deputado Carlos Macedo (Republicano)

Juíza Teresa de Castro

Juíza Ines Chaves

Rep. Danny Monteiro (PSOL)

contra

Juiz Fernando Foch

Deputado Chico Machado (PSD)

Alexander Freitas MP (novo)

Juíza Maria Bandera de Melo

A ação de evacuação foi negada

No mês passado, o tribunal rejeitou um pedido de um advogado em uma ação popular para expulsar a família Witzel do palácio. Segundo o juiz, uma decisão do Superior Tribunal de Justiça que afastou o governador de suas funções em agosto permitiu que ele e sua família permanecessem na residência oficial. Witzel é defendido por sua esposa, Helena.

Reações entre MPs

A permanência de Witzel no palácio foi alvo de críticas de deputados estaduais após a aprovação do impeachment. Foi encaminhado à Assembleia Legislativa do Rio (Allerg) pedido de votação urgente de projeto de lei que transformaria a residência oficial do governador do estado em centro cultural.

isolamento: O julgamento final de Witzel pode ocorrer depois de janeiro, afirma o presidente do TJ-RJ

O projeto proíbe o uso do Palácio das Laranjeiras como residência oficial e limita a transferência da propriedade à administração do Ministério da Cultura do estado. Autor do aplicativo e do projeto, apresentado em junho após as primeiras operações sobre distorções na saúde, o deputado Anderson Moraes (PSL) afirmou que o objetivo da proposta era “fazer com que o governador cumprisse pelo menos uma promessa de campanha”, referindo-se ao fato de que Witzel disse, durante a eleição Ele continuará morando em sua casa, no Grajaú:

READ  O número de passageiros offshore dos Açores sobe 75%

É um palácio histórico cujo valor foi enfraquecido pelos acontecimentos recentes. Nosso objetivo é fornecer acesso a pessoas que nunca tiveram antes. Estávamos deixando a proposta passar normalmente, mas depois da reportagem que o mostrava bebendo uísque e fumando charuto na hora, com todas as regalias, resolvemos nos apressar – enfatizou o deputado.

Compreendo:Diferente de Witzel, Castro namora Alerj e convida quatro deputados para a secretaria

Witzel ainda foi criticado Entrevista com GLOBO No casarão do deputado Renan Ferrerinha (PSB). Durante uma entrevista, ele fumou um charuto cubano e um garçom lhe ofereceu:

Witzel foi destituído do cargo de governador e não funcionou de maneira eficaz para o estado. Então, por que você ainda usa o Palácio das Laranjeiras? Por que você ainda gosta de administração de dinheiro público pago?

O deputado Chicão Bulhões (Novo) falou numa rede social: “À custa do contribuinte, Witzel fica no palácio dando entrevistas, comendo, bebendo e fumando charutos cubanos e bancando o de vítima”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *