Jaishankar está conversando com seus colegas do Brasil, Turquia e Maurício


O ministro das Relações Exteriores, S Jaishankar, realizou na terça-feira conversas bilaterais separadas com seus colegas do Brasil, Turquia e Maurício, com foco na agenda da Reunião dos Ministros das Relações Exteriores do G20 e no conflito na Ucrânia.

Os ministros das Relações Exteriores dos três países chegaram a Delhi para a crucial reunião do G20 em 1 e 2 de março.

Em seu encontro com o chanceler brasileiro, Mauro Vieira, Jaishankar disse que o dinamismo nas relações bilaterais, principalmente nos campos econômico e energético, emergiu das negociações.

“Tenho o prazer de receber o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Mauro Vieira, esta noite. Os membros da Troika do G20 discutiram as questões levantadas na reunião dos ministros das Relações Exteriores”, disse ele no Twitter.

“Observe o ímpeto em nossas relações bilaterais, especialmente nos campos econômico e energético”, disse Jaishankar.

Ele acrescentou que foi acordado fortalecer a cooperação multilateral, inclusive nas Nações Unidas, BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e IBAS.

O IBAS (Índia, Brasil e África do Sul) é um grupo tripartite que visa promover a cooperação entre os três países.

Em suas conversas com o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, Jaishankar disse que eles discutiram a agenda do G20, o conflito ucraniano e a cooperação bilateral.

Na reunião, Cavusoglu expressou o apreço de seu governo por ajudar a Índia depois que ela foi atingida por um terremoto devastador.

A Índia lançou a “Operação Dost” para fornecer ajuda à Turquia e à Síria depois que diferentes partes dos dois países foram atingidas por um terremoto devastador em 6 de fevereiro que matou mais de 30.000 pessoas.

READ  Brasil enfrenta 'protecionismo' da UE por trás de lei antidesmatamento planejada

Jaishankar twittou: “Bem-vindo @FMMevlutCavusoglu de Trkiye em Nova Delhi para #G20FMM. Apreciei suas palavras calorosas para #OperationDost e todos os funcionários envolvidos. Ele discutiu a agenda do G20, o conflito na Ucrânia e nossa cooperação bilateral.”

Jaishankar disse que discutiu com o ministro das Relações Exteriores das Maurícias, Alain Jannot, a forte parceria de desenvolvimento e cooperação multilateral.

“Comecei minhas reuniões à margem do #G20FMM com o ministro das Relações Exteriores, Alain Jannot, das Ilhas Maurício. Aprecio a participação de Maurício no G20. Reitero nosso compromisso com as políticas Neighborhood First, SAGAR & Forward Africa”, disse Jaishankar em um tweet.

“Discutimos nossa forte parceria de desenvolvimento e forte cooperação multilateral”, acrescentou.

Enquanto Brasil e Turquia são membros do G20, Maurício não faz parte do bloco.

Vários ministros das Relações Exteriores não pertencentes ao G20, incluindo Sri Lanka, Maurício e Bangladesh, também estão participando da reunião depois que a Índia foi convidada como convidada.

Enquanto os dignitários visitantes serão recebidos em uma recepção em 1º de março, deliberações cruciais sobre vários desafios serão realizadas em 2 de março.

O G20 ou G20 é um fórum intergovernamental para as economias desenvolvidas e em desenvolvimento mais importantes do mundo. Os membros respondem por cerca de 85% do PIB global, mais de 75% do comércio mundial e cerca de dois terços da população mundial.

O grupo inclui Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, República da Coreia, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Turquia, Reino Unido, Estados Unidos e Europa. União.

(Apenas o título e a imagem deste relatório podem ter sido retrabalhados pela equipe do Business Standard; o restante do conteúdo é gerado automaticamente a partir de um feed compartilhado.)

READ  O que o Brasil quer do Sberbank, banco russo sujeito a sanções?


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *