Festival de Cinema Árabe apresenta sete novos filmes

(MENAFN – Agência Brasileira de Notícias Árabes (ANBA))

São Paulo – O Festival de Cinema Árabe deste ano volta a ser online. Os filmes serão exibidos no festival e nas plataformas digitais do SESC, sendo os sete títulos inéditos no Brasil. O evento é gratuito e os filmes trazem temas como futuro político e sociedades em transformação em um mundo pós-pandêmico. O show será executado de 20 de agosto a 16 de setembro de 2021. Na foto acima está o filme “200m”.

O evento é organizado pelo Instituto Brasileiro da Cultura Árabe (ICArabe) e pelo Serviço Social do Comércio (SESC) de São Paulo. A Casa Árabe, centro cultural da Câmara de Comércio Árabe Brasileira (ABCC), é a patrocinadora do festival. Além das apresentações, serão realizados encontros online com diretores e convidados especiais para interação com o público.

As obras incluem diretores e produtores de países como Síria, Palestina, Catar e Brasil. Na produção de “In Memoriam” participam Brasil, Argentina e Síria. O filme é dirigido pelo brasileiro Ottavio Corrie. A primeira parte da programação está dividida em shows exclusivos no site do festival, de 20 de agosto a 2 de setembro. Outros filmes serão exibidos na plataforma digital do SESC de 20 de agosto a 16 de setembro.

  • Leia mais sobre outro filme dirigido por um coreano: Filme sobre a busca pela identidade árabe completa 10 anos

As obras também podem ser divididas em dois temas principais: “Enredos Mentais”, que inclui o documentário “Caos” da diretora Sarah Fattahi. O filme “Chave de fenda” dirigido por Bassam Al-Jarbawi. e “Espantalhos” dirigido por Nouri Bouzid. A outra sessão é chamada de “O Caleidoscópio da Identidade” e inclui o documentário “We Are From There” de Sam Tanios. O romance “Bagdá em Minha Sombra”, dirigido por Samir Jamal Al-Din. Filme “200 Metros” dirigido por Amin Nayfeh. Além de “In Memoriam”.

READ  Shoal Point abre poço no 2º Monte Evans

Este evento promove a diversidade dos países árabes e as relações com a sociedade brasileira. “A partir de uma busca pelo trabalho da cinematografia contemporânea no mundo árabe, questiona-se a identidade do povo e o ideal de nação que se pretende construir, sob a ótica crítica de seus diretores que parecem ávidos por denunciar regionais e globais temas ”, afirma o memorando do curador do festival, Arthur Javet.

A abertura acontecerá no dia 19 de agosto, às 19h00 (horário de Brasília) (22h00 UTC), online (no canal do ICArabe no YouTube). Após o evento, cada plataforma disponibilizará um filme por semana. Para ver os que estão no site do festival, é necessário fazer o cadastro. Para assistir a filmes na plataforma do SESC, não é necessário se cadastrar.

O evento também conta com o apoio da Arteplex, da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) | Edward Said Chair para Estudos Contemporâneos | Reitor de Extensão e Cultura, CineFértil, Instituto Brasileiro de Sono, Sinapse e Confederação Suíça.

Cronograma

Na plataforma do SESC:
20 a 26 de agosto: “200 metros”
27 de agosto – 2 de setembro: “Bagdá em minha sombra”
3 a 9 de setembro: “Caos”
10 a 16 de setembro: “Os Espantalhos” [Les Épouvantails]

No site do festival:
20 a 26 de agosto: “Chave de fenda” [Mafak]27 de agosto – 2 de setembro: (dois filmes) “We Are From There” (destaque) e “In Memoriam” (curta)

fatos rápidos:

16º Festival de Cinema Árabe
gratuitamente

De 20 de agosto a 2 de setembro
Site do festival: mundoarabe2021.icarabe.org

De 20 de agosto a 16 de setembro
Plataforma SESC Digital: sescsp.org.br/cinemaemcasa

Traduzido por Elsio Brasileiro

O Pós-Arab World Film Festival apresenta sete novos filmes que estrearam na Agência de Notícias Brasil-Arabi.

READ  Leonardo Vilar, ator brasileiro, morreu aos 96 anos

MENAFN06082021000213011057ID1102579779

Isenção de responsabilidade legal: MENAFN fornece as informações “no estado em que se encontram”, sem garantia de qualquer tipo. Não temos nenhuma responsabilidade ou obrigação pela precisão das informações neste artigo, o conteúdo, imagens, vídeos, licenças ou a integridade, legalidade ou confiabilidade das informações neste artigo. Se você tiver quaisquer reclamações ou problemas de direitos autorais relacionados a este artigo, entre em contato com o provedor acima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *