Eleições vascaínas: Sem local para envio de urnas lacradas, serão computados os votos Vasco

A eleição do Vasco teve outro capítulo que será difícil de explicar com o tempo. O que importa diretamente para os torcedores é: não haverá presidente eleito após todo o processo eleitoral deste sábado.

Às 20h25 o clube foi notificado para suspender as eleições, que começaram às 9h55. Mesmo com a resolução, o conselho decidiu manter a votação, que durou pouco até as 22h. Naquele momento, as luzes de São Januário foram apagadas. Ainda há pessoas para votar.

São Januaro apagou as luzes durante a eleição do Vasco – Foto: Raphael Zarco

Inicialmente, não haverá contagem de votos. Todos os potes usados ​​foram lacrados e serão enviados para uma empresa de segurança. No entanto, nenhuma empresa foi encontrada capaz de levá-los. Portanto, o Vasco decidiu contar os votos. A decisão foi tomada por volta das 23h15. Então a luz voltou.

Os membros usaram sete tratores: os 8 tratores foram perdoados. 1 a 7 seria “normal”. No entanto, houve apenas 1 a 4 votos.

Quando a votação foi retomada após a suspensão, os membros depositaram os boletins de voto na urna 5. O perdão, mediante recurso, votou a favor de 8B. O Vasco acredita que cerca de 150 membros votaram nessas duas urnas.

Os cinco candidatos expressaram sua opinião sobre a suspensão do caso. Veja o que cada um disse:

– É uma pena. É um absurdo que as eleições no Vasco sejam sempre decididas na Justiça. Absolutamente nada respeitável. E você vê a falta de respeito com o parceiro aqui às 19h45, todas as pessoas que trabalham aqui para essa eleição viraram a noite para que isso acontecesse. Estamos aqui desde as sete da manhã a trabalhar na condução das eleições. O sócio veio, ficou em fila, esperou para exercer o direito de voto e depois foi ao tribunal pendurando essa decisão, que acho que só atinge sócio e o Vasco. Mas eles estão celebrando como um gol. A irresponsabilidade desse grupo é impressionante.

No momento, estou de acordo com o sócio do Clube de Regatas Vasco da Gama, que compareceu hoje a São Januaro para exercer o seu direito de voto. Desde o início da minha candidatura, busco consenso para evitar completamente situações como a de hoje. As lutas levam a isso. Falta de respeito ao parceiro do Vasco. Continuaremos em silêncio e lutaremos pelo futuro do nosso clube. Estamos orgulhosos de nossa equipe e muito gratos aos colegas que confiaram em nosso projeto.

Mais um infeliz capítulo da história do Vasco escrito pelos próprios como sempre. O parceiro foi maltratado novamente. O que Levin e Campello fizeram de ontem até hoje foi ridículo. Eles colocam o parceiro em risco. Fizeram com que todos os sócios, principalmente fora do Rio, roubassem seu dinheiro, como fizeram com todos nós. Nossa equipe de campanha estava muito confiante na vitória. A boca da jarra mostrou que a virada durou apenas alguns minutos. Mas hoje tudo isso é secundário. É hora de os líderes em diálogo se entenderem. Mais uma vez, a imagem do Vasco sofre dos irresponsáveis.

Acho uma pena, porque em vez de aceitarem participar de eleições democráticas, insistem em incomodar o Vasco dessa forma vergonhosa. Mostra que essas pessoas não têm direito à maturidade, capacidade, legitimidade, nenhuma exigência para governar o centenário e uma instituição importante como o Clube Vasco da Gama. Isso aqui simboliza onde estamos no Vasco. Estamos no escuro. Estes são Vasco de Campello, Brant e Salgado. É o Vasco no escuro. É isso que eles querem para o Vasco, porque não sabem perder. E o grande valor do esporte é saber perder.

Este cenário é lamentável. Hoje temos eleições no Vasco com cerca de três mil pessoas. Pessoas que viajaram, que saíram de longe para votar. É um partido democrático, é o voto mais seguro, é um voto face a face. O que esperamos, na verdade, é que esta eleição termine, e que o Vasco não seja revelado como o fez nos últimos dias. Com seus associados, você realmente deseja encerrar e resolver esse problema, para que o assunto continue e não atrapalhe mais o caminho institucional do clube. A nação basca está completamente perturbada com tudo o que está acontecendo.

READ  Trump despede secretário de defesa dos EUA | Globalismo
Written By
More from Arzu

Juízo misto decide que Wilson Witzel e família devem deixar o casarão das Laranjeiras

RIO – Juízo criado por juízes e deputados para julgar o julgamento...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *