Cantos homofóbicos e invasões de campo na partida entre México e Brasil mostram o lado potencialmente feio da Copa América

Os aplausos exigentes dos torcedores mexicanos, a invasão do campo, uma multidão recorde e uma fantástica exibição de futebol.

A partida entre México e Brasil, no sábado, no Kyle Field, no Coolidge Stadium, foi um verdadeiro ensaio geral do que poderia ser a Copa América.

O torneio continental será realizado de 20 de junho a 14 de julho em 14 locais nos Estados Unidos, incluindo o AT&T Stadium em Arlington.

O México é uma das seis seleções da CONCACAF convidadas a participar desta edição da Copa América. Com milhares de torcedores dos dois lados da fronteira, a expectativa é que os jogos da seleção mexicana atraiam grandes multidões aos estádios.

Na partida realizada no Kyle Stadium, o México atraiu sua maior torcida do Texas para um amistoso, com 85.249 espectadores nas arquibancadas. Foi também a terceira maior torcida de todos os tempos para um jogo do MEXTOUR.

A derrota do México para o Brasil é acompanhada de dúvidas sobre a situação profissional de Jaime Lozano

A partida foi emocionante. Depois de perder por 2 a 0 no placar, o México empatou nos acréscimos, mas o Brasil venceu por 3 a 2 com gol no último minuto.

Mas é certo que a presença do México na Copa América será motivo de polêmica, e a partida de sábado foi um exemplo do que espera a Confederação Sul-Americana de Futebol, entidade máxima do futebol na América do Sul e responsável pela organização da Copa América.

O comportamento dos torcedores mexicanos será uma questão que a Conmebol terá que resolver.

Os cantos discriminatórios usados ​​pelos torcedores mexicanos para pressionar o time adversário tornaram-se agora uma ferramenta de pressão para os jogadores do El Tri.

READ  As Inesquecíveis Esculturas de Angelina Maya - Portugal News

Cada vez que a seleção mexicana mostra suas deficiências e fica para trás na tabela de resultados, seus torcedores punem a equipe insultando seus jogadores com cantos homofóbicos.

Na partida, que foi disputada no Kyle Field, cantos surgiram nas arquibancadas e o árbitro Lukas Shabala interrompeu a partida por alguns minutos.

Um aviso foi ouvido nos alto-falantes do estádio informando aos torcedores que se os gritos continuassem, a partida seria interrompida permanentemente.

Uma mensagem foi então exibida na tela grande: “Devido ao canto discriminatório que você acabou de ouvir, o jogo foi temporariamente interrompido. Qualquer indivíduo que praticar canto discriminatório será expulso do campo.

Protocolo de três etapas da FIFAA partida, em que se ouvem abusos racistas e discriminatórios, começa com a interrupção da partida e a advertência aos torcedores. A segunda etapa envolve a retirada dos jogadores do campo e a terceira etapa envolve a saída do jogo.

Nenhum jogo da seleção mexicana foi suspenso permanentemente devido a gritos.

Se o canto aparecer durante uma partida da Copa América, a CONMEBOL terá que escolher entre ignorá-lo ou tomar a decisão histórica de suspender a partida permanentemente.

Outra questão que a CONMEBOL deve ter muita atenção nos jogos da Copa América é a segurança dentro dos estádios.

A partida entre México e Brasil no Kyle Field foi interrompida por mais de cinco minutos quando vários torcedores invadiram o campo, muitos com o único objetivo de saudar o astro brasileiro Vinicius Junior.

Com grandes estrelas como Vinicius e Lionel Messia da Argentina na Copa América, os organizadores devem garantir que eventos como o realizado no Kyle Field nunca mais aconteçam.

A atmosfera na partida México-Brasil foi incrível. Foi um grande jogo de futebol e também teve um impacto econômico multimilionário na área metropolitana onde está localizada a Texas A&M University.

READ  O governo brasileiro também está implementando um programa de startups e está realizando uma convocação - TechCrunch

A partida de sábado no Kyle Field foi um teste para os organizadores da Copa América verem que coisas positivas o torneio pode deixar para trás e quais grandes desafios enfrentará.

Para mais cobertura esportiva do Dallas Morning News, clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *