Brasil e Estados Unidos concordam em impulsionar comércio e investimentos para comemorar 200 anos de relações diplomáticas

Brasil e Estados Unidos concordam em impulsionar comércio e investimentos para comemorar 200 anos de relações diplomáticas

Sábado, 25 de maio de 2024 – 10h45 UTC


O Ministério do Comércio Exterior, Indústria e Comércio brasileiro assinou acordo com a Câmara Americana de Comércio em São Paulo

Brasil e Estados Unidos comemoram 200 anos de relações diplomáticas no domingo, 26 de maio. Nesta data, em 1824, os Estados Unidos reconheceram a independência do Brasil, marcando o início de amplas relações políticas, econômicas e culturais.

Para comemorar tal evento, a Secretaria de Comércio Exterior do Brasil do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex-MDIC) e a Câmara de Comércio Americana (Amcham) assinaram um memorando em São Paulo com o objetivo de realizar uma experiência inédita . Mapear o comércio bilateral e os investimentos entre os dois países.

O estudo resultante da parceria fornecerá análises detalhadas do comércio de bens e serviços, das estruturas tarifárias, das barreiras não tarifárias e do impacto social e econômico das exportações brasileiras para os Estados Unidos. O relatório incluirá dados sobre salários, composição de género e a importância do comércio para várias cidades e estados.

“Os Estados Unidos se destacam como nosso principal parceiro econômico quando olhamos para o nosso comércio de bens, serviços e investimentos”, disse Tatiana Prazeres, Secretária de Comércio Exterior do Ministério da Defesa e Cooperação Internacional. “É o principal destino das exportações brasileiras de produtos manufaturados e uma importante fonte de insumos para a nossa indústria. Da mesma forma, muitas pequenas empresas e regiões do Brasil estão envolvidas na exportação para os Estados Unidos”.

Tatiana acrescentou que os estudos realizados em parceria com a Câmara Americana de Comércio visam identificar oportunidades para fortalecer esse relacionamento. “Este memorando representa um marco em nossa parceria de 200 anos com os Estados Unidos. Isso ressalta nosso compromisso em promover o comércio de alto valor agregado e explorar novas áreas de cooperação”, disse Abraão Neto, CEO da Amcham-Brasil.

READ  Evonik colabora com o Agribusiness Innovation Hub AgTech Garage no Brasil

Em 2023, o comércio de mercadorias entre o Brasil e os Estados Unidos totalizará US$ 75 bilhões. Os Estados Unidos continuam sendo o segundo maior destino das exportações brasileiras, depois da China, e o terceiro maior fornecedor de produtos estrangeiros para o Brasil, com uma participação de 15,8% do total das importações brasileiras. As relações económicas nos sectores dos serviços e do investimento também são importantes.

Segundo o Banco Central, o Brasil recebeu US$ 10 bilhões em investimentos diretos dos Estados Unidos em 2023. Nos últimos 10 anos, esse número chegou a US$ 91,9 bilhões. Os investimentos dos EUA no Brasil atingiram US$ 229 bilhões em 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *