Brasil atinge superávit comercial recorde em 2023

Como esperado, a balança comercial do Brasil terminou 2023 com um excedente recorde de 98,8 mil milhões de dólares, 60,6 por cento superior ao ano anterior e quase 6 mil milhões de dólares superior à previsão do governo em Outubro.

Tal como demonstrámos diversas vezes ao longo do ano passado, o resultado deve-se principalmente aos volumes recorde de produtos agrícolas comercializados, o que compensou em grande parte os preços e a procura globais mais baixos.

As exportações brasileiras de produtos agrícolas e pecuários totalizaram 81,5 mil milhões de dólares, um aumento de 9 por cento em relação ao ano anterior. A safra recorde de soja do país para 2022-2023, de 154,6 milhões de toneladas, influenciou muito esse aumento maciço de volume.

Os resultados vêm principalmente de mercadorias que o Brasil envia para o exterior. como Relatório brasileiro Em Maio, aumentos maciços no volume das exportações do Brasil compensaram a queda dos preços das matérias-primas, tanto que o país bateu excedentes recordes em quase todos os meses desde Março. Embora os volumes de exportação agrícola tenham aumentado 23,4% anualmente, os preços caíram 10,3%.

Pela primeira vez, o Brasil exportou mais de US$ 100 bilhões para um único destino: a China. Juntamente com Macau e Hong Kong, o país comprou mais de 105 mil milhões de dólares, representando 45 por cento das exportações brasileiras. A Europa e a América do Norte (especialmente os Estados Unidos) vêm em seguida, respondendo por 17 e 15 por cento das exportações, respectivamente.

Em entrevista coletiva online esta tarde, Tatiana Prazeres, Ministra do Comércio Exterior do Brasil, disse: Ele disse Preços mais baixos, e não quantidades mais baixas, foram a principal razão para o menor número de importações.

READ  Lula exonera chefe do Exército após protestos contra o governo

“É o caso dos fertilizantes, por exemplo, cujas importações caíram de preço mais de 44 por cento, mas em volume aumentaram 7,5 por cento. “Isto é positivo porque reflecte custos mais baixos de importação de uma maior quantidade de produtos”, disse ela. As importações brasileiras caíram 8,6% em valor e apenas 4,6% em volume em 2023.

Dona Prazeres disse que o governo espera para 2023 um resultado semelhante ao deste ano, que é de R$ 94,4 bilhões, e mesmo com expectativas de crescimento econômico mais baixas, vê a balança comercial do país operando em um nível completamente novo e mais elevado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *