Brasil adia a terceira fase do lançamento de serviços de open banking

O início da implementação dos serviços de open banking no Brasil foi adiado, pois a terceira fase da iniciativa, prevista para começar hoje (30), foi transferida para outubro de 2021.

Open banking – uma prática que permite que empresas de serviços financeiros de terceiros acessem dados bancários, transações e outros dados de clientes por meio de e outros dados com seu consentimento por meio de interfaces de programação de aplicativos (APIs) – está sendo introduzida no Brasil por meio de uma abordagem em fases.

A terceira fase da iniciativa, que permite aos consumidores compartilhar dados para pagar contas, acessar crédito e fazer transferências fora do ambiente do banco, foi segmentada para incluir os diferentes tipos de pagamento disponíveis no Brasil.

O escopo inicial da terceira etapa, que diz respeito ao sistema de pagamento instantâneo Pix, poderia ter começado a funcionar hoje. No entanto, o Banco Central alterou a data de início dessa fase de implementação para 29 de outubro de 2021. Segundo a instituição, isso ocorreu em resposta a demandas da estrutura responsável pela governança da implementação dos serviços de open banking no país.

O banco central disse que a decisão de alterar os horários se deveu à necessidade de alterações nas especificações técnicas, alegando que essas alterações violavam o prazo de realização dos testes de acreditação das instituições participantes.

Uma das fases mais importantes do projeto brasileiro, que envolve o compartilhamento de dados cadastrais e de transações de clientes, também foi adiada. O trabalho na segunda fase do projeto começou em 13 de agosto, cerca de um mês depois do previsto originalmente. Na época, o banco central disse que as instituições participantes precisavam de mais tempo para concluir os testes para garantir a aprovação e o registro de APIs abertas.

READ  Entre microscópios e telescópios, uma mulher de 22 anos descobre 25 asteroides

A previsão é que comece em dezembro. A fase final do projeto diz respeito ao compartilhamento de detalhes adicionais do cliente em áreas como serviços de câmbio, investimentos, seguros e contas de folha de pagamento. As fases 3 e 4 do projeto serão introduzidas gradualmente, e o Open Brazil Banking será totalmente lançado no Brasil até setembro de 2022, em vez do final de 2021, conforme planejado inicialmente.

O Banco Central aprovou o Projeto Open Banking Brasileiro no início de 2019 como parte de uma agenda mais ampla de modernização do sistema financeiro do país. Na época, o plano era que o projeto começasse no segundo semestre de 2020, um cronograma atrasado devido à pandemia do COVID-19. A implementação começou em fevereiro de 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.