Assédio a MP do PSOL na audiência da Alesp diz que companheiro estava bêbado | Linda

O Ministério Público de São Paulo informou que vai convocar o procurador da República Fernando Corrie, da Secretaria da Cidadania, para depor no início de janeiro. A deputada estadual Issa Pina, do PSOL, o acusou de assédio sexual, durante sessão da Assembleia Legislativa em São Paulo. A situação foi registrada por câmeras da Alesp.

A questão ocorreu na madrugada desta quinta-feira (17), na última votação deste ano na Assembleia Legislativa de São Paulo, sobre o orçamento do estado para o próximo ano. A sessão foi gravada por câmeras espalhadas pelo plenário e registrou o momento em que a deputada Issa Pina, do PSOL, estava de frente para a presidente da Alesp, de costas para seus colegas, e não perceberam quando o deputado Fernando Curry, abordou o Ministério da Cidadania. Ele a abraçou por trás com uma das mãos no peito do agente.

Ao mesmo tempo, Issa Pina puxou o braço e o Sr. Curry ainda insistiu em tocá-lo novamente. Segundo ela, durante a discussão do orçamento, alguns deputados realizaram irmãos na sala posterior ao plenário.

“Ela estava bêbada, eu senti. Ele estava usando aquelas máscaras de tecido, e especificamente por causa de sua proximidade aqui, então eu me afastei e juntei algo com o outro. E eu percebi que ele estava bêbado. E eu disse: ‘Você está bêbado. Saia daqui, tire esse palhaço daqui'”. Lembrar.

Issa Pina disse que percebeu que os parlamentares falavam dela naquela sessão. Veja um vídeo que ela postou na rede social Funk Dance, da campanha candidata do PSOL a São Paulo.

Ouça o podcast do Fantástico:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.