A sua assistência de emergência foi bloqueada? Veja como está a disputa

O governo federal voltou a estabelecer novos prazos para contestar o primeiros socorros Para beneficiários cujo benefício foi cancelado.

A Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informação da Previdência Social) começou esta semana a receber solicitações de revisão de benefícios. O patrono deve estar atento às datas.

Quem pode se opor ao pedido?

Nesse primeiro grupo, aqueles que receberam verbas de extensão, quatro parcelas de R $ 300, foram submetidos a um levantamento da situação cadastral.

Entre os motivos de cancelamento estão os registros para obter um emprego, aqueles que passaram a receber auxílio ou benefício da Previdência Social, ou até faleceram.

Para verificar o motivo do bloqueio do benefício, é necessário marcar uma consulta no site da Dataprev. Ao inserir os dados pessoais, será emitida uma mensagem sobre o motivo da decisão do governo.

Como solicitar uma disputa?

O desafio pode ser feito através do site da Dataprev. Para solicitar a revisão do benefício, a pessoa não precisa se deslocar até as agências da Caixa, casas lotéricas ou postos do CadÚnico, basta acessar o site da Dataprev, onde pode ser feito todo o processo de inscrição.

Dessa forma, o governo vai verificar se houve mudança na situação de quem solicitou o benefício.

Além disso, o governo afirmou que a segunda situação que precisa ser analisada é a dos beneficiários cujo atendimento no valor de R $ 600 foi cancelado devido a indícios de irregularidades apontadas pelos órgãos de fiscalização. Para este grupo, o prazo para a competição terminou no domingo.

Aqueles que não são considerados elegíveis para a extensão da ajuda de emergência podem recorrer da decisão entre os dias 17 e 26 de dezembro.

Carteira família

Os cidadãos cadastrados no Bolsa Família também terão um novo prazo para recorrer da decisão, porém, o aplicativo é disponibilizado no domingo e termina no dia 29, de acordo com o calendário do governo.

READ  Farmers Edge e Novarm Brasil assinam uma parceria histórica para digitalizar três milhões de acres de terras agrícolas no Brasil até 2023

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *